Pág. 1 de 6

Conhecer (33)

Conhecer

Ovar pertence ao distrito de Aveiro, sendo uma localidade banhada pelo Oceano Atlântico e Ria de Aveiro que ali termina. Os vareiros são gente muito animada que vibram com o Carnaval que dizem ser o melhor de Portugal. Possuem o famoso pão-de-ló, tendo a APPO - Associação de Produtos Pão-de-Ló de Ovar conseguido que a denominação de produto fosse aprovada pela União Europeia.

Apesar da sua alegria respeitam a religião e as suas procissões da Quaresma são local de culto para milhares de católicos. Ovar possui excelentes condições para a prática de desportos náuticos, ciclismo e caminhadas, com percursos devidamente construídos para esse efeito. Os forasteiros podem visitar alguns museus se quiserem conhecer a casa onde viveu o escritor Júlio Diniz, como se trajava antigamente ou conhecer um pouco da arte sacra.

Ovar é já uma referencia cultural neste distrito tendo ganhado nova vida com o seu novo Centro Artes. Possui duas bandas filarmónicas centenárias, Banda Filarmónica Ovarense e Banda Nova União. O grupo de teatro Contacto efetua espetáculos regularmente, sendo o Festovar uma das suas imagens de marca. Ovar possui muitos grupos que se unem ora para brincar ao Carnaval ou as conhecidas trupes para cantar as Janeiras.

"Ovar
não és vila nem aldeia,
és jardim paradisíaco
onde o meu amor passeia.

Ovar, minha eterna amada,
és cidade à beira-mar plantada!"

Poema "Ovar", de Fernado Pinto, poeta vareiro em "Mar e outros poemas" 2016

O parque urbano Ovar, inaugurado em 5 de Janeiro de 2013 pelo, então, presidente da Câmara Municipal Manuel Alves de Oliveira, permitiu reabilitar uma zona importante da cidade. Agora, vareios e forasteiros podem passear pelos seus recantos, brincar, praticar desporto, caminhar, descansar ou ficar pelo café. Ali bem próximo, junto ao parque da Srª da Graça, outra zona foi reabitada e dá acesso à zona do Casal, onde foi reabilitada uma antiga fábrica de papel para dar lugar à Escola de Artes e Ofícios. As duas zonas têm em comum o facto de partilharem o Rio Cáster e as suas margens comunicarem por bonitas pontes.

Apesar de a Morte ser a porta da Vida – como está escrito num dos belíssimos painéis azulejares do Cemitério de Ovar –, a perda de um ente querido é sempre um acontecimento difícil de superar. É nestes momentos dolorosos que entram em cena profissionais dedicados que prestam uma série de serviços fúnebres à família enlutada, a qualquer hora do dia, de forma a atenuar a sua dor, como é o caso das simpáticas senhoras da Agência Funerária Celina Soares & Emília Fernandes Lda. O ONDAS DA SERRA foi até ao n.º 49 da Rua Visconde de Ovar, num fim de tarde, e esteve à conversa com estas mulheres de coragem.

O Clube Desportivo do Furadouro fez a sua apresentação formal aos sócios (época 2017/2018), na tarde de 10 de setembro de 2017, dia das Festas do Mar. Nessa partida de futebol, o CD Furadouro defrontou a Associação Desportiva Ovarense Futebol, sua rival. A equipa do ONDAS DA SERRA assistiu ao encontro e aproveitou para ouvir algumas opiniões acerca da recente introdução de relva artificial no campo, obra da responsabilidade da SAFINA, empresa de Cortegaça fundada em 1971.

Descobrir todos os segredos do Parque Ambiental do Buçaquinho em apenas uma visita é praticamente impossível. O espaço lúdico-pedagógico localiza-se entre Esmoriz e Cortegaça, no concelho de Ovar, e é o parque urbano ideal para um retiro. As plantas aromáticas, as seis lagoas, o parque infantil e os trilhos compõem 24 hectares de um manto verde e repleto de vida.

Fernando Manuel Oliveira Pinto nasceu em Ovar no dia 28 de junho de 1970. Jornalista profissional (licenciado em Jornalismo pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra), ama as ARTES e as LETRAS. "Vareiro de gema" (como costuma afirmar), é fotógrafo e realizador de curtas-metragens de ficção (expõe regularmente o seu trabalho fotográfico e participa em festivais de Cinema e Vídeo), escreve poesia, contos e argumentos; a pintura a óleo e a acrílico é outra das suas paixões. Vejam, na GALERIA, algumas fotografias de Fernando Pinto, colaborador do "ONDAS DA SERRA".

A barrinha de Esmoriz/Lagoa de Paramos parecia em tempos condenada ao infortúnio. No entanto, em setembro de 2016, arrancaram os trabalhos de requalificação e em junho deste ano abriram os passadiços. Esta zona lagunar fica situada na fronteira entre os concelhos de Espinho e Ovar e tem boas acessibilidades seja de carro ou comboio.

Pág. 1 de 6
Pub