As fotografias deste moral representam uma parte importante da identidade vareira e a forma como os azulejos conferem à cidade de Ovar uma atmosfera especial, típica e bairrista, em contraste com os edifícios modernos, que podem ser muito funcionais e ter a sua beleza mas que não representam a alma de um povo.

O Pão-de-ló de Ovar é um doce regional tradicional deste concelho, caraterizado por ser confecionado com a gema do ovo e o seu aspeto molhado e aparentemente “mal cozido”, que acabam por lhe conferir o seu carácter único representativo da identidade vareira. Este doce leva farinha, açúcar, ovos, é batido, leva ou não sal, sendo cozido em fornos e vasilhas de barro próprias a uma temperatura oscilante entre 180 e 220 graus, sendo retirados quase crus e acabando por cozer na forma.

No centro da cidade de Ovar pode passear e apreciar a tranquilidade do seu novo parque urbano, visitar a casa museu Júlio Diniz, saborear o seu pão-de-ló, estar atento às casas centenárias cobertas por azulejo que transformou a cidade num museu para esta arte. Não deixe de visitar o museu de arte sacra ou trajes regionais. No Centro de Artes são realizados espetáculos de qualidade durante todo o ano.

Pub