Pág. 1 de 48

Distrito (287)

Distrito
O projeto “Ondas da Serra ® ” identidade regional abrange prioritariamente sete concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca. Contudo não deixaremos de divulgar os projetos e noticias que nos forem enviados pelos outros concelhos, Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Castelo de Paiva, Estarreja, Ílhavo, Mealhada, Murtosa, Oliveira do Bairro, Sever do Vouga e Vagos. Para isso basta que nos enviem um email e nos insiram nas listas de comunicados à imprensa, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Pontualmente iremos fazer algumas reportagens nestes locais.

 

 

 

 

A Biblioteca Municipal de Albergaria-a-Velha tem atualmente 2825 livros a circular, em regime de itinerância,  pelos estabelecimentos de Educação Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do  Ensino Básico no âmbito do projeto “Ler+ em Família”. Em relação ao ano letivo passado, são mais 240 livros ao dispor das cerca de 1400 crianças da rede pública, privada e solidária  do Concelho.

Vai ter início, no dia 5 de novembro, uma oficina de produção de objetos em madeira no CARA – Centro de Atividades Radicais e Ambientais de Vilarinho de São Roque, de participação gratuita.

Na sequência de acordo com os proprietários, a Câmara Municipal da Murtosa está a proceder a uma intervenção de demolição de edificado degradado e construção de muros no novo alinhamento, com vista ao alargamento da plataforma da Rua Alvares Cabral, na freguesia do Monte, num troço situado a poente do cruzamento com a Rua 1º de dezembro e Rua da Varina.

Até ao próximo sábado, a Murtosa acolhe a Semana Sénior, que congrega uma série de atividades lúdicas e de convívio, especialmente dedicadas aos jovens maiores de 65 anos.

Mais de três centenas de idosos do concelho da Mealhada celebraram o dia que lhes é dedicado, com diversas iniciativas, como oficinas na Fundação Mata do Bussaco e um almoço-convívio.

“Houve um tremor de terra, os meus colegas foram-se embora com a professora e eu fiquei para trás e caí”. Com este relato do Pedro, 8 anos, percebemos que o simulacro de tremor de terra foi vivido com grande seriedade e responsabilidade pelos 251 alunos do Centro Escolar de Salreu. O Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) esteve na escola na passada sexta-feira com o objetivo de sensibilizar para os comportamentos a adotar em caso de sismo.

Pág. 1 de 48
Pub