Imprimir esta página
Campanha do Banco Alimentar entre 26 e 28 de maio

Campanha do Banco Alimentar entre 26 e 28 de maio

Classifique este item
(0 votos)

A Campanha do Banco Alimentar Contra a Fome no Concelho de Albergaria-a-Velha decorre entre os dias 26 e 28 de maio. Envolve 19 estabelecimentos comerciais e centenas de voluntários, que se desdobram entre a recolha e a triagem de alimentos. A recolha é assegurada por voluntários de 21 entidades parceiras.

Na Freguesia de Albergaria-a-Velha e Valmaior, a campanha de recolha de bens alimentares decorre no Continente, Minipreço, Intermarché, Pingo Doce, Albamercado, Minimercado Tianica, Minimercado O Brasileiro e Minimercado Santo António.

Na Freguesia de Alquerubim, pode contribuir fazendo compras na Loja Ideal. Na Freguesia de Angeja, a recolha decorre no Minimercado Nogueira & Soares e no Mercadinho da Fonte. Na Freguesia da Branca, a campanha decorre no Minimercado Norte, no Supermercado Descontão, no Mercado Poço e na Mercearia O Pomar. Na Freguesia de S. João de Loure e Frossos, no Minimercado Joaninha, no Supermercado Azenhas e na Casa Dulce. Na Freguesia da Ribeira de Fráguas, a recolha é na Lojinha Benchik. A recolha de alimentos é organizada pela Câmara Municipal, que disponibiliza toda a logística necessária e coordena a operação nas seis freguesias. Diversas instituições fazem a recolha e a entrega autonomamente.

Os voluntários envolvidos pertencem ao Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha, aos agrupamentos de Escuteiros de Albergaria-a-Velha, Branca e Angeja; ao Banco Local de Voluntariado do Município de Albergaria; ao CLDS Albergaria Integra’T, aos grupos de Jovens de Valmaior e de Ribeira de Fráguas; aos grupos Cáritas de Albergaria-a-Velha, Branca, Angeja e às instituições Particulares de Solidariedade Social, AHMA – Associação Humanitária Mão Amiga, APPACDM – Associação Portuguesa Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Albergaria-a-Velha, Probranca – Associação para o Desenvolvimento Sócio-cultural da Branca, ASSA – Associação de Solidariedade Social de Alquerubim, Centro Social e Paroquial de Angeja, Creche Fundação Helena Albuquerque de Quadros, Cediara – Centro para Idosos de Ribeira de Fráguas, Centro Social e Paroquial de Santa Eulália, Associação de Solidariedade Social Sanjoanense e ASIV – Associação de Solidariedade para Idosos com Vida. O Rotary Club de Albergaria-a-Velha também participa na campanha, tal como as juntas de Freguesia do Concelho.

Sob o lema “Partilhar sabe bem”, a Campanha do Banco Alimentar Contra a Fome decorre em todo o País, nos dias 27 e 28, envolvendo mais de 40 mil voluntários e mais de 2 mil estabelecimentos comerciais. O objetivo é recolher alimentos não perecíveis, de forma a serem distribuídos por famílias carenciadas. Os resultados da recolha é anunciado posteriormente.

Lida 40 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social com distribuição da informação pela Internet, que visa promover a identidade regional e o turismo através da promoção da cultura, património, monumentos, museus, desporto, economia, gastronomia, ecologia e coletividades dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra, Arouca e dos restantes municípios desta região.

Últimas de Ondas da Serra

Itens relacionados

Mealhada recebe torneio de nadador completo

As Piscinas Municipais da Mealhada recebem, já este fim de semana, o Torneio de Nadador Completo, uma prova que apura o campeão regional e, por sua vez, o campeão nacional.

300 crianças sensibilizam para a importância das espécies de cá

Comemorações do Dia da Floresta Autóctone

Novembro é tradicionalmente a época ideal para plantar árvores de espécies autóctones, ou seja, originárias do nosso território e por isso mais adaptadas ao nosso clima e à biodiversidade. Mais de 300 crianças aceitaram o desafio da Câmara Municipal de Estarreja e vão plantar espécies nativas de forma a sensibilizar para a importância desta floresta em comemoração do Dia da Floresta Autóctone (23 de novembro).

UA | População ajuda biólogos a contar 1400 esquilos

Investigação do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro

Os esquilos estão definitivamente de volta ao território nacional. Depois de extintos durante centenas de anos até aos anos 80, altura em que, lentamente, foram atravessando a fronteira no Minho, nas últimas duas décadas a espécie expandiu-se até ao rio Tejo e está fora de perigo. As conclusões são do estudo realizado em Portugal sobre a distribuição do esquilo-vermelho, um trabalho do Departamento de Biologia (DBio) da Universidade de Aveiro (UA) que contou com uma preciosa ajuda: as centenas e centenas de cidadãos anónimos que nos últimos anos avisaram os investigadores sempre que viam o simpático animal.

Faça Login para postar comentários