Pág. 1 de 2

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

No dia 30 de julho fomos a Albergaria-a-Velha calcorrear o PR1 – Rota do linho e o PR2 – Rota dos três rios. Apesar de termos chegado cedo as fotografias e conversas levaram que a parte final do PR2 tivesse que ficar para outro dia. Por outro lado não nos importamos porque essa parte do percurso com cerca de 4,1 quilómetros junto às margens do Rio Fílveda, requer tempo e contemplação.

O "ONDAS DA SERRA" – órgão de comunicação social que promove as belezas da região de Aveiro – mergulhou nesta primavera na frescura do Parque da Cabreia, lugar idílico situado na freguesia de Silva Escura, concelho de Sever do Vouga.

Oliveira de Azeméis possui um conjunto de trilhos e caminhos pedestres onde o visitante poderá conhecer um pouco do seu património natural e arquitetónico.

A equipa do ONDAS DA SERRA foi até Vale de Cambra conhecer o novo Percurso Pedestre "VARANDAS DA FELGUEIRA (PR1)". Aquele Vale, na primavera, é realmente mágico... Nem o cinza do incêndio que devastou grandes áreas da serra, no verão de 2016, consegue esconder a alvura e o delicado aroma das cerejeiras em flor que embelezam o caminho.

Ondas da Serra regressou às montanhas desta vez andou pelos caminhos do PR1 em Varandas da Felgueira - Vale de Cambra, que faz parte das “Aldeias de Portugal”. Neste vídeo centrar-nos como habitualmente nas pessoas, nos rostos mais expressivos e nas historias de vida que fomos encontrando pelos caminhos de Felgueira, Carvalhal do Chão, Vilar de Cepelos e Viadal. O trilho está muito bem assinalado, contudo como ardeu muita floresta no verão passado, em alguns locais não há a proteção de sombra em dias de muito calor.

Pág. 1 de 2