Mosteirô Futebol Clube: unidos no rumo certo Mosteirô Futebol Clube - Traquinas
sexta, 11 maio 2018 18:01

Mosteirô Futebol Clube: unidos no rumo certo Destaque

Classifique este item
(0 votos)

O Mosteirô Futebol Clube completou no dia 16 de abril, 36 anos de trabalho e resiliência. ‘Unidos no rumo certo’ é o lema de guerra do clube de Santa Maria da Feira. Assistimos no dia 5 de maio, no Campo de Jogos de Santo André em Mosteirô, ao jogo da 12.ª jornada do Campeonato Distrital Traquinas que colocou o Mosteirô a jogar contra o Clube Desportivo de Tarei.

Carlos Rocha - Presidente15-1 foi o resultado final, com uma vitória para os anfitriões. Enquanto os pais vibravam na bancada, os Traquinas confrontavam-se no campo. O golo marcado pelas crianças do Tarei salvou a honra da casa.

São cerca de 85 atletas que trabalham diariamente por engrandecer o nome do clube. Nunca falham um treino nem saltam um evento do clube. O sentido de pertença e o espírito de união ultrapassam as dificuldades e alimentam a motivação intrínseca.

Carlos Rocha, 39 anos, está ligado ao clube há seis anos. Assumiu a cadeira da presidência em 2017 e desde então tem estado empenhado em novas conquistas. “O Mosteirô Futebol Clube foi fundado em abril de 1982. Esteve parado até 2005, quando voltou a arrancar apenas com os seniores”, explica.

Sete anos depois, em 2012, surgem os juniores. Dos então 14 atletas saltaram para os 85. No futebol atualmente, já contam com cinco escalões e uma equipa sénior: Petizes – 7 atletas, Traquinas – 12, Benjamins – 14, Juvenis – 28, Juniores – 14 e Seniores – 25.

Jorge Alexandre Oliveira, 28 anos, jogador sénior há três anos. Foi no início de 2018 que aceitou o desafio de treinar os Traquinas e não podia estar mais entusiasmado. A jogar na primeira divisão distrital, o melhor marcador da 1.ªDivisão de Aveiro, conhecido por ‘Jardel da Feira’, destaca a “melhoria técnica dos jogadores” como uma das principais melhorias proporcionadas pelo relvado sintético instalado pela Safina.

Rodrigo Martins, joga nos Traquinas há quase dois anos. Natural de Mosteirô, não vive sem o futebol. Já não conheceu o campo quando ainda não tinha relvado sintético. “Já não é desse tempo”, mas já jogou em pelados como o do Milheirós e não gostou, revela Carla Resende, mãe de Rodrigo.

Leia também: Relvado sintético do clube desportivo do Furadouro

“O sintético foi inaugurado em dezembro de 2015”, recorda Carlos Rocha. O líder de uma equipa comercial numa empresa a atuar no setor automóvel relembra que foi com a teimosia do antigo presidente Fernando Andrade que o clube conseguiu colocar o relvado sintético: “É totalmente diferente, sobretudo na formação. Tínhamos jogos muito difíceis. No Inverno era a lama e no Verão era o pó.”

A Safina foi a empresa responsável por esta melhoria das condições de treino dos atletas. Fundada em 1971, na freguesia de Cortegaça, concelho de Ovar, já conta com mais de 130 projetos e dos quais faz parte o Mosteirô Futebol Clube.

Com mais de 40 anos de experiência, a marca portuguesa especializou-se em 2006 no fabrico de relva artificial desportiva e paisagística.

Leia também: Relvado sintético do clube desportivo de Tarei

“A evolução que tivemos na formação deveu-se, também, entre outros fatores, às melhorias trazidas pelo relvado sintético”, reforça Carlos Rocha.

José Coelho, 71 anos, está ligado ao clube há cinco. É roupeiro, trabalha no bar e garante que tudo funciona. Sobre a relva, diz que agora “é tudo mais fácil”. Antes dos jogos, entre outras coisas, coloca as bandeirolas e as balizas. Natural de Barcelos, veio para o concelho de Santa Maria da Feira para trabalhar na agricultura e nunca mais regressou.

O futebol e o atletismo são os pilares do clube desportivo, mas é na formação que o Mosteirô tem o seu impulsionado de crescimento e que funciona com dois tipos de coordenadores: Rui Silva, coordenador da parte da direção, e Abel Correia, coordenador da parte técnica.

Os 250 sócios vibram com as vitórias e acompanham as derrotas. Desistir dos objetivos nunca é opção. Nunca foi.

Entre o interregno do fim de uma época de futebol e o início de outra, o clube aproveita para promover iniciativas focadas em incentivar o exercício físico, o convívio e a aventura. Caminhadas, passeios de BTT e almoços-convívio, estão entre os eventos mais concorridos.

O campeonato é centro do clube, mas os eventos são o chuto essencial para o espírito de união que define o Mosteirô Futebol Clube.

 

Apresentação do clube

O Mosteirô Futebol Clube foi fundado em abril de 1982, e após alguns anos sem atividades, depois do seu reinicio já conta no palmarés com uma subida à 2ª divisão em 2002, e na época passada uma subida à 1ª divisão distrital de Aveiro.Em 2011 arrancámos com a criação das camadas jovens de formação de atletas, com 14 inscritos, dos 8 aos 11 anos. Fomos crescendo, ano após ano, até aos dias de hoje, onde contamos com cerca de 80 atletas de formação e 26 seniores.

Uma associação que não se dedica apenas ao futebol, mas sim ao desporto para todos, desde Passeios BTT, Caminhadas, Torneios de futebol, Trails e a Milha Noturna de atletismo que consegue em média cerca de 150 participantes por evento de toda as idades, são eventos anuais que muito sucesso trazem a esta associação.

O Mosteirô Futebol Clube deu inicio em 2013 a um projeto de nome: “Rumo ao Futuro”.

1 fase - a compra de terreno para alargamento do Campo de Jogos de Santo André para as medidas oficiais e a construção de muros de vedação.

2 fase - a colocação de relvado sintético e uma pista de atletismo simplificada na envolvente.

3 fase - esta ainda por concluir que será a construção de novos balneários, bancada, salas de convívio e um novo bar.” Carlos Rocha - Presidente

 

 

Lida 189 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social com distribuição da informação pela Internet, que visa promover a identidade regional e o turismo através da promoção da cultura, património, monumentos, museus, desporto, economia, gastronomia, ecologia e coletividades dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra, Arouca e dos restantes municípios desta região.

Itens relacionados

É tão bonito! Onde fica?

O chão de madeira serpenteia entre a maior zona lagunar do Norte de Portugal com o brilho que só a natureza pode proporcionar. Os passadiços da Barrinha de Esmoriz, no concelho de Ovar, são o passeio idílico para amantes de praia, natureza e emoções. É bonito por tudo o que oferece a quem o visita. Simples e poderoso.

Clubes Desportivos de Aveiro

Recentemente Portugal comemorou mais uma revolução dos cravos. Cada vez nos afastamos mais desse marco histórico e desde então o pais tem vindo a desenvolver o seu nível de vida em vários aspetos. Melhoramos muito na economia, saúde, educação e também no desporto. Nas últimas décadas obtivemos muitas conquistas coletivas e individuais que nos enchem de orgulho. Agora competimos para ganhar e abandonamos a nossa descrença e o fado dos velhos do Restelo. Mas nada surge do nada e sem trabalho, no futebol aumentamos o número de praticantes, a qualidade dos formadores e das infraestruturas.  Aqui fica uma seleção de algumas equipas do nosso distrito em diferentes escalões que são um exemplo de resiliência e a força dos seus dirigentes e associados.

1.ª Resistência BTT disputou-se em Anadia capital do espumante

Mais de uma centena de ciclistas participou na 1.ª XCR Resistência BTT – Anadia Capital do Espumante (Urban e Rural – 3 horas,) promovida pela Associação Recreativa de Grada (ARG), em colaboração com a Câmara Municipal de Anadia. A prova decorreu no âmbito do programa da candidatura de Anadia a Cidade Europeia do Desporto 2020.

Faça Login para postar comentários
Pub