Regoufe – Saída do rebanho do redil Rebanho de cabras em Regoufe - Arouca
terça, 05 junho 2018 20:53

Regoufe – Saída do rebanho do redil Destaque

Classifique este item
(1 Vote)

Chegar a Regoufe – Arouca não é fácil, mas vale o esforço. Esta aldeia fica localizada no fundo de um vale e mantém ainda viva os ecos do seu passado agrícola, com o cultivo da terra, a pastorícia e restos da sua historia mineira. Ao caminhar pelas suas lajes de pedra encontramos a cada virar da esquina velhos agricultores, rebanhos de ovelhas, cabras ou outros animais.

A partir daqui podem-se fazer dois trilhos pedestres para a aldeia desabitada, mas não esquecida de Drave e Covelo de Paivô. Ambos os trilhos merecem a visita e no final pode tomar banho no pequeno lago ou nos rios que ali passam.  

Leia também: Conhecer Regoufe e Drave

Esta aldeia só por si e os seus arredores são suficientes para fazer-se belas caminhadas e apreciar as suas paisagens, as rotinas dos seus habitantes ou as ruínas das minas. Foi isso que um destes dias fizemos e aqui ficam um conjunto de fotos desses momentos.

Regoufe: Fonte Camara Municipal de Arouca

Do subsolo deste lugar e das montanhas que o envolvem foram extraídas e exportadas toneladas de volfrâmio, sobretudo para as forças aliadas e que serviram para o fabrico de material bélico, utilizado, em grande parte, durante a II Guerra Mundial, período durante o qual as minas foram concessionadas a empresários Ingleses que faziam a sua exploração.

Trabalharam aqui cerca de 1000 pessoas, oriundas de Valongo, Viseu, etc.

Leia também: Drave

 

 

Lida 156 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social com distribuição da informação pela Internet, que visa promover a identidade regional e o turismo através da promoção da cultura, património, monumentos, museus, desporto, economia, gastronomia, ecologia e coletividades dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra, Arouca e dos restantes municípios desta região.

Itens relacionados

Em busca do Amor

O Ondas da Serra vai realizar um novo evento, vamos tentar procurar, falar e meditar sobre o “Amor” e nada melhor que procurarmos todos a nossa “Ilha dos Amores”. Com esta demanda em mente vamos caminhar para Castelo de Paiva no dia 22 julho.

Demanda pela Ilha dos Amores

A nossa epopeia marítima glorificada pelo nosso poeta mor Luís de Camões, descreve-nos um lugar edílico na “Ilha dos Amores”, Cantos IX e X d'Os Lusíadas. Nestes cantos é revelado a disposição da deusa Vénus em premiar os marítimos portugueses, com um merecido descanso e com prazeres divinos, numa ilha paradisíaca, no meio do oceano, a Ilha dos Amores. Os ventos estavam favoráveis e levou-nos ao encontro desta Ilha em Castelo de Paiva. Localizada em frente ao porto do Castelo, com vista para a Ilha dos Amores, parte um percurso pedestre com o mesmo nome. A sua localizada privilegiada no Rio Douro e junto à foz do Rio Paiva tem uma beleza e encanto especial.

Percursos pedestres/bicicleta em Aveiro

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

Faça Login para postar comentários
Pub