Pág. 6 de 7

Conhecer (39)

Conhecer

Santa Maria da Feira é um dos maiores concelhos do país, conhecido pela sua grande atividade industrial em que a transformação da cortiça ocupa o lugar principal. Nos últimos anos a sua faceta tem vindo a mudar com eventos turísticos e culturais que já ultrapassam as suas fronteiras, destacando-se a Feira Medieval e o Imaginarius. Recentemente a autarquia assumiu a gestão do Europarque vislumbrando-se uma nova vida para este recinto. Terra de tradições, conhecida pelas fogaças, protegida pelo seu padroeiro São Sebastião e guardada pelo Castelo, encara com otimismo este milénio e projeta-se como terra onde o antigo se funde com o futuro.  

A Academia de Música e Artes de Rio Meão (A.M.A.R.) é uma associação juvenil de caráter particular, com cerca de 8 anos, que se dedica ao ensino das artes e que segundo seus responsáveis nasceu da necessidade de existência de um espaço na freguesia onde crianças e jovens pudessem adquirir e desenvolver as suas capacidades artísticas e intelectuais.

A má sorte e as catástrofes naturais levaram o povo de Santa Maria da Feira a pedir proteção ao Mártir S. Sebastião. Em troca, uma procissão e a oferta de um pão doce e delgado – a fogaça – em cada dia 20 de Janeiro. Mais de 510 anos depois, a Festa das Fogaceiras impõe-se como a mais antiga e simbólica festividade religiosa do concelho.

Na cacofonia do dia-a-dia, encontrar momentos de paz e tranquilidade pode ser um desafio. Os jardins municipais de Santa Maria da Feira, em pleno coração da cidade, são uma das principais atrações para uma pausa. Os repuxos de água, a ligação ao Castelo Medieval e o longo tapete de relva, convidam a uma tarde sem stress.

Em tour internacional, Rodrigo Leão e Scott Matthew apresentam o álbum recém-lançado Life is Long em Santa Maria da Feira, no dia 14 de Janeiro. O concerto tem hora marcada para as 22h00 e promete transportar o Cineteatro António Lamoso para um patamar superior de magia. Em noite de lua cheia, existirá “meditação, felicidade e uma série de sentimentos difíceis de explicar”, refere Rodrigo Leão em entrevista exclusiva ao Ondas da Serra.

Ajudar a crescer, garantir a melhor localização para projetos de capital nacional e estrangeiro e reforçar estruturas e serviços para valorizar as condições de operação da atividade empresarial são as premissas dos parques de negócios localizados em Santa Maria da Feira. Conheça as razões para escolher esta cidade medieval para potenciar o seu investimento.

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e a APCOR – Associação Portuguesa da Cortiça, assinaram um protocolo de cooperação cujo objetivo é apoiar as empresas corticeiras no seu potencial de internacionalização e expansão para os mercados internacionais.

Pág. 6 de 7