Pág. 1 de 11

O chão de madeira serpenteia entre a maior zona lagunar do Norte de Portugal com o brilho que só a natureza pode proporcionar. Os passadiços da Barrinha de Esmoriz, no concelho de Ovar, são o passeio idílico para amantes de praia, natureza e emoções. É bonito por tudo o que oferece a quem o visita. Simples e poderoso.

Recentemente Portugal comemorou mais uma revolução dos cravos. Cada vez nos afastamos mais desse marco histórico e desde então o pais tem vindo a desenvolver o seu nível de vida em vários aspetos. Melhoramos muito na economia, saúde, educação e também no desporto. Nas últimas décadas obtivemos muitas conquistas coletivas e individuais que nos enchem de orgulho. Agora competimos para ganhar e abandonamos a nossa descrença e o fado dos velhos do Restelo. Mas nada surge do nada e sem trabalho, no futebol aumentamos o número de praticantes, a qualidade dos formadores e das infraestruturas.  Aqui fica uma seleção de algumas equipas do nosso distrito em diferentes escalões que são um exemplo de resiliência e a força dos seus dirigentes e associados.

O Mosteirô Futebol Clube completou no dia 16 de abril, 36 anos de trabalho e resiliência. ‘Unidos no rumo certo’ é o lema de guerra do clube de Santa Maria da Feira. Assistimos no dia 5 de maio, no Campo de Jogos de Santo André em Mosteirô, ao jogo da 12.ª jornada do Campeonato Distrital Traquinas que colocou o Mosteirô a jogar contra o Clube Desportivo de Tarei.

Mais de uma centena de ciclistas participou na 1.ª XCR Resistência BTT – Anadia Capital do Espumante (Urban e Rural – 3 horas,) promovida pela Associação Recreativa de Grada (ARG), em colaboração com a Câmara Municipal de Anadia. A prova decorreu no âmbito do programa da candidatura de Anadia a Cidade Europeia do Desporto 2020.

O presidente da Associação Portuguesa das Cidades Europeias do Desporto (ACES) de Portugal, Nuno Santos, visitou no dia de ontem, 3 de abril, a cidade de Anadia, no âmbito da candidatura do município a Cidade Europeia do Desporto em 2020.

Tratam-se de excertos de realidades, cada um construído sem a menor preocupação com o outro. Não querem saber se encaixam nas expectativas que os restantes fragmentos possam ter. Numa clara postura narcisística, adotam o seu discurso, as suas crenças e as suas opiniões. São seis fragmentos vezes 60 com a subtileza de mudanças que ocorrem em segundos e que tantas vezes não são vistas.

Pág. 1 de 11