Pág. 1 de 28

Ovar (167)

Ovar

O concelho de Ovar dispõe de uma excelente localização e ótimas acessibilidades. Localizado no Distrito de Aveiro, ocupa uma posição excêntrica no litoral norte, ficando próxima dos maiores centros urbanos do Norte e Centro de Portugal – Porto e Aveiro.

Com uma área total de 160.64 Km2. Integra oito freguesias Arada, Cortegaça, Esmoriz, Maceda, Ovar, S. João, s. Vicente de Pereira e Válega.

Substituindo um antigo concelho extinto, Ovar teve carte de fora dada por D. Manuel I, em 10 de fevereiro de 1514. Terra de lavradores, pescadores, comerciantes e artesãos. Ovar conheceu os rumos da industrialização e urbanização a partir doa anos 50 do século passado.

O desenvolvimento económico não perturbou os hábitos multisseculares, mantendo vivas as tradições do Cantar dos Reis, das Procissões Quaresmais, das festividades de verão e da grande festa popular que é o Carnaval.

O concelho de ovar dispõe de um património natural riquíssimo (a floresta, a Ria e as praias), um importante património arquitetónico e cultural (azulejo e arte sacra), o afamado Pão-de-Ló de Ovar, tudo isto aliado à modernidade de uma rede de acessos privilegiada, várias zonas industriais, comércio e serviços, equipamentos desportivos de qualidade e de uma rede de ecopistas e ciclovias com ais de 40 km de extensão.

No domingo dia 24 de março, o Ondas reuniu algumas pessoas da nossa comunidade no Parque Urbano de Ovar, para praticar Yoga. Estes encontros não têm mestres nem professores, apenas pessoas que querem praticar esta arte milenar.

Solange Duarte nasceu a 16 de janeiro de 1990, na cidade de Ovar, e ama “toda a história e magia que a cidade tem”. Falamos com D. Sol, a Irradiante, rainha do Carnaval de Ovar de 2019 e vareira de gema, sobre uma das maiores festas do concelho e os projetos para o futuro.

O Ondas da Serra, ou melhor o Sílvio, o Rui e eu, percorreu Ovar a Aveiro em bicicleta. A aventura começou no primeiro dia em que se ponderou fazer o caminho desde a cidade vareira à cidade dos canais, sempre com a Ria como apoio. Foram mais de 10 horas de percurso e perto de 90 quilómetros de caminho. Mais do que pedalar, ficar espalmado ou mergulhar os pés na lama, ficou a importância do tempo.

O Ondas da Serra visitou o Cais do Puxadouro, na Ria de Aveiro, em Válega. Durante séculos, este foi o local de onde partiram produtos agrícolas, de pecuária, telha e caulino. O porto, com as embarcações de madeira que os transportavam, foi perdendo as suas funções originais e o local transformou-se em CENÁRIO. O Centro Náutico da Ria de Ovar surge com a missão de preservar a memória do Cais e de recuperar histórias que, de outra forma se perderiam.

No Domingo passado, pela manhã, aquecidos pelo Sol e gelados pelo vento, a comunidade Ondas da Serra encontrou-se no Parque Urbano de Ovar para praticar Yoga e partilhar experiências.

2017 registou um aumento de 22% no número de animais abandonados face a 2016. Em 2018 já foram recolhidos no nosso país mais de 14 mil animais, alguns dos quais pela APADO. A Associação Protetora de Animais Domésticos de Ovar enfrenta inúmeras dificuldades e o Ondas da Serra foi perceber quais são os principais desafios.

Pág. 1 de 28