Troupe de Reis dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018 Troupe de Reis dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018
terça, 09 janeiro 2018 11:45

Troupe de Reis dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018

Classifique este item
(0 votos)

Ondas da Serra esteve no dia de Reis, 6 de janeiro, no café Ideal, com muitas décadas e tradições em Ovar para escutar as troupes convidadas. A quinta troupe a cantar foi a dos Bombeiros Voluntários de Ovar.

Solistas: Nádia Correia, Patrícia Correia, Carina Fortuna e Tiago Magalhães;
Letra: Luís Pedro Silva;
Música: Luís Pedro Silva e Luís Sá.

Ver todos os vídeos.

Vídeo

 

Lida 393 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Os Amigos da Tasca Centenária e da música popular Portuguesa

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.

Paraduça e suas gentes

O Ondas viajou até Paraduça – Vale de Cambra, onde conhecemos alguma das suas gentes e moinhos de rodízio. Nesta aventura tivemos como guia o PR6 – Rota dos Moinhos, que está muito bem assinalado e aconselhamos vivamente. O tempo não esteve famoso, a chuva miudinha não parou de cair, o ambiente estava enevoado e esperamos em vão que o céu mostrasse o seu sorriso.

Bruno Monteiro: “O violino é a minha paixão”

O equilíbrio entre a emoção e o intelectual define Bruno Monteiro enquanto um dos melhores violinistas portugueses da atualidade. Nasceu no Porto, vive em Santa Maria de Lamas, e falou com o Ondas da Serra sobre as experiências emocionais que cria sempre que toca violino. “Tocar para as pessoas é comunicar emoções e raciocínio. É tudo.” A trabalhar no 12.º álbum, o artista promete mais um trabalho fora do comum, “apaixonado e obscuro”.

Faça Login para postar comentários