Olhares sobre as “Margens do Rio Cáster” Rio Cáster
terça, 18 abril 2017 09:04

Olhares sobre as “Margens do Rio Cáster” Destaque

Classifique este item
(1 Vote)

Se visitar Ovar não deixe de passear pelas margens do Rio Cáster em direção à sua foz na Ria de Aveiro. Este curso de água que outrora se encontrava bastante poluído, nasce na freguesia de Sanfins, do concelho de Santa Maria da Feira e atravessa várias freguesias Feirenses e passa bem no centro da cidade vareira, desaguando na Ria de Aveiro, que tem o seu limite norte no Carregal.

Ondas da Serra aconselha os visitantes a deixarem o seu transporte no Cais da Ribeira, onde podem ver resquícios do grande comercio de sal que se fazia outrora e da intensa atividade envolvendo barcos moliceiros.

Neste local até rainhas dormiram e desembarcaram, como foi o caso da Rainha D. Maria II a 23 de maio de 1852, em passagem régia por Ovar, acompanhada pelo Rei-Consorte D. Fernando II, do Príncipe Real, futuro Rei D. Pedro V e do Infante futuro Rei D. Luís I. Antes da inauguração no séc. XIX da linha do Norte as viagens e mercadorias circulavam pela ria, sendo este o porto de Ovar mais usado.

Depois de olharem com mais atenção para o "Cais da Ribeira", podem caminhar por uma pequena estrada em direção a sul, que a dada altura se transforma num caminho em terra batida e onde deveria ser proibido circularem automóveis, só deveria ser permitida a passagem aos veículos agrícolas.

Esta caminho tem um baixo grau de dificuldade, possuindo cerca de 4 km em rota linear, onde se podem ver bonitos prados, sendo ladeado pelo rio e pela ria, numa alegre companhia. Ao fundo se o tempo o permitir vêem-se as montanhas que inspiraram o nome do nosso projeto em quadros de grande beleza.

Por todo o lado se observam aves e até Flamingos, ver significa não incomodar e não perturbar desnecessariamente a fauna e flora local.

 

 

UM POEMA VISUAL do jornalista Fernando Manuel Oliveira Pinto - Ribeira de Ovar - MÚSICA: Shostakovich (Piano Concerto N.º 2 in F major Op 102, Movement II Andante

Lida 688 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Pateira de Fermentelos | Uma idílica viagem à tranquilidade

Um destes domingos com sol radioso fomos explorar a Pateira de Fermentelos ou de Espinhel como é também conhecida, localizadas em Águeda. Partimos à aventura em Oís da Ribeira, tendo começado o percurso junto ao seu parque de lazer. Como guia para a nossa caminhada seguimos o PR1, que passa também junto aos rios Cértima e Águeda.

Região de Aveiro: 9 sítios a (re)descobrir em 2019

A precisar de ideias para os planos de fim-de-semana ou sem inspiração para o final de tarde? O Ondas da Serra compilou 9 sítios para visitar em 2019. Cada local proporciona uma relação diferente com a natureza e consigo. (Re)descubra-os.

Terras de Fuste, Função e Paço de Mato

Ondas da Serra partiu à descoberta um destes dias por terras de Vale de Cambra. Deixamos o carro em Rogê, perto do Centro Cívico e partimos para desbravar terrenos e procurar aventuras. Não fomos de caravela, nem navegamos numa nau, levamos a bicicleta, não levamos varapau. 

Faça Login para postar comentários
Pub