Memórias dos habitantes de Ribeira de Fráguas dão origem a curta-metragem Curta-Metragem documental "Vou-me Despedir do Rio"

Memórias dos habitantes de Ribeira de Fráguas dão origem a curta-metragem

Classifique este item
(0 votos)

O CLDS 3G “Albergaria Integra´T”/PRAVE, em parceria com o Município de Albergaria-a-Velha, apresenta na próxima quinta-feira, 30 de novembro, a curta-metragem documental Vou-me Despedir do Rio, baseada em histórias de vida de seniores da freguesia de Ribeira de Fráguas. A sessão tem início às 21h00, no Cineteatro Alba, e é de entrada gratuita.

Curta-Metragem documental - "Vou-me despedir do Rio"Vou-me Despedir do Rio é  realizada por David Gomes e Pedro Cruz  e visa resgatar as memórias dos antigos trabalhadores da Fábrica do Caima, bem como recordar o processo de produção do linho, que já teve um papel importante na economia local e constitui hoje uma tradição que é preciso preservar. A produção da curta-metragem está inserida na ação Uma Vida Uma História, um projeto que visa contribuir para a construção da memória social do Concelho, representando as suas tradições e riquezas.

O documentário conta  com a  participação de vários seniores de Ribeira  de Fráguas, que aceitaram partilhar episódios da sua vida para construir uma narrativa sobre o passado da sua terra. O projeto teve o apoio da Junta de Freguesia de Ribeira de Fráguas, do  Rancho Folclórico de Ribeira de Fráguas e da Quinta do Caima.

A curta documental Vou-me Despedir do Rio foi selecionada, entre 56 filmes de diferentes géneros, para entrar em competição na XXIII Edição do Festival Caminhos do Cinema Português. Após a apresentação no Cineteatro Alba na quinta-feira, o documentário é exibido no sábado, pelas 17h30, no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra.

Lida 547 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Paraduça e suas gentes

O Ondas viajou até Paraduça – Vale de Cambra, onde conhecemos alguma das suas gentes e moinhos de rodízio. Nesta aventura tivemos como guia o PR6 – Rota dos Moinhos, que está muito bem assinalado e aconselhamos vivamente. O tempo não esteve famoso, a chuva miudinha não parou de cair, o ambiente estava enevoado e esperamos em vão que o céu mostrasse o seu sorriso.

Percursos pedestres em Aveiro

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

Eventos Ondas da Serra

Ondas da Serra pontualmente efetua alguns eventos onde pretendemos envolver a nossa comunidade. Nós achamos ser nosso dever partilhar os nossos conhecimentos, sobre yoga, meditação, amor que temos pela humanidade, património natural e arquitetónico, animais e tradições. Defendemos um mundo melhor, onde as pessoas vivam em harmonia consigo próprias e com o universo, sem semearem a discórdia. Já fomos andar de bicicleta, de bateira na Ria de Aveiro, de barco no Rio Douro, subimos serras, mergulhamos em lagoas, fizemos yoga e meditação e partilhamos almoços em locais fantásticos. Aqui ficam alguns dos nossos momentos, não perca a oportunidade de viajar connosco.

Pub