BioRia – Percurso de Salreu BioRia - Percurso de Salreu

BioRia – Percurso de Salreu

Classifique este item
(0 votos)

A Ria de Aveiro possui uma riqueza incalculável em termos da preservação da biodiversidade, mas é necessário estarmos atentos e lutar pela sua conservação, sendo esse um dos objetivos do projeto BioRia do Município de Estarreja.

BioRia – Percurso de Salreu

O Ondas da Serra foi de bicicleta conhecer o “Percurso de Salreu”. Para chegarmos ao local viajamos pela Estrada Nacional 109, ao chegar a Salreu, sentido Norte-Sul, junto ao cruzeiro viramos à direita seguindo as indicações. Quando chegamos estivemos a conversar e obter indicações no Centro de Interpretação Ambiental, onde o jovem Rodrigo Nobre, a fazer um estágio do curso “Gestão Aplicada e Desenvolvimento de Produtos Turísticos”, nos prestou os esclarecimentos necessários.

Se pretender fazer este percurso tem que tomar uma decisão, se vai fazê-lo de bicicleta (que podem ser alugadas no local), ou se vai caminhar. Se for para observar e contemplar a natureza, aconselhamos a caminhada, o percurso não é muito extenso tem 7.700 Mts. Como é feito de forma mais lenta e silenciosa uns binóculos ajudam a ver as aves de forma espontânea. Caso pretenda cobrir uma área mais extensa a bicicleta é a opção mais indicada.

O percurso tem torres de observação e alguns locais para merendas e há uma parte que conflui com o rio Antuã. A palete de cores que este local oferece é espetacular, com a luz difusa faz as delícias dos amantes da fotografia. Por todo o lado as aves esvoaçam à nossa frente. Os aromas são doces com travo salgado das águas da ria, o coaxar das rás só para quando elas saltam à sua frente surpreendias com intrusão.

Percursos disponíveis: Salreu, Rio Jardim, Bocage, Rio Antuã, Rio Gonde, Ribeira de Pardilhó, Ribeira de Veiros e Fermelã.    

Informações do percurso  

 

Descrição Informações Coordenadas
O percurso de Salreu é de natureza circular, tendo o seu início e término junto ao Centro de Interpretação Ambiental do Bioria. É um percurso de 8 km, que atravessa áreas de enorme beleza paisagística, como campos de arroz, sapais, juncais e caniçais. A presença do Rio Antuã e do Esteiro de Salreu, ligados por uma rede de valas, permite a comunicação entre todos os habitats, justificando os elevados índices de biodiversidade existentes

Distância a percorrer: Cerca de 7,7 Km.

Duração do percurso: Aproximadamente duas horas e meia.

Âmbito do percurso: Ambiental, paisagístico, cultural e desportivo Grau de dificuldade: Fácil (inexistência de desníveis)

Época aconselhada: Todo o ano

Coordenadas GPS: [GPS 40º43’56’’ N | 8º34’07’’W]

Fonte: Bioria

Galeria de fotografias

Lida 943 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Manhouce terra do canto da natureza e tradições

Num dia que ameaçava chuva, imbuídos desta necessidade de mergulhar no interior profundo de Portugal, fomos conhecer Manhouce, do concelho de São Pedro do Sul e distrito de Viseu. Pelos seus caminhos percorremos o PR1 - Rota de Manhouce, conhecemos algumas das suas aldeias e tivemos um vislumbre das riquezas naturais do Maciço da Gralheira.

ADUM - Associação Dona Urraca Moreira | Defesa e valorização do património Oliveirense

O Ondas da Serra foi conhecer a ADUM - Associação Dona Urraca Moreira, localizada em Madail – Oliveira de Azeméis, que se dedica à defesa e conservação da natureza e património histórico do concelho. Neste artigo vamos conhecer o seu presidente, a sede da associação e sua história, que atividades têm desenvolvido e quais são os maiores problemas que têm enfrentado nestas áreas.  

A força do caminho e a fraqueza do mundo

Os Caminhos de Santiago exercem em nós uma força que nos impele a visitar regularmente o apóstolo, que reza a lenda descansa na catedral de Compostela. Este ano fizemos a jornada partindo do Porto, seguindo pela costa, saboreando a brisa marítima, o azul infinito do mar e as encostas rochosas à espera de serem por ele reclamadas.