Rota pela floresta percorre escolas do município Rota pela floresta

Rota pela floresta percorre escolas do município

Classifique este item
(0 votos)

O Município da Mealhada deu, hoje, início à Rota Pela Floresta, uma iniciativa proposta aos municípios ECOXXI que visa sensibilizar as crianças para a importância das florestas. Até dia 23, o testemunho da iniciativa vai percorrer todas as Eco-Escolas do concelho.

O ponto de partida para a Rota pela Floresta foi o Centro de Interpretação Ambiental (CIA) da Mealhada, local onde as crianças do Centro Educativo da Pampilhosa receberam o testemunho da iniciativa: uma pá, um pergaminho de registo de mensagens e compromissos e a bandeira idealizada pela ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa), entidade que fez o desafio aos municípios, para que seja assinada por todos. A passagem de testemunho será acompanhada da plantação de uma árvore.

Até dia 23 de março, as escolas envolvidas receberão o conjunto e devem assumir o compromisso de preservar a floresta, partilhando-o com a comunidade. Cabe a cada escola encontrar a forma como esta mensagem será transmitida: com ações de limpeza, com a distribuição de folhetos, elaboração de cartazes ou mesmo com a dinamização de atividades na floresta.

“O objetivo é agir pela proteção dos ecossistemas florestais, passar esta mensagem de que vale a pena proteger o nosso planeta”, sublinhou Guilherme Duarte, vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, na cerimónia de abertura da Rota.

Fernando Trindade, diretor do Agrupamento de Escolas da Mealhada, e Cláudio Lopes, comandante de Destacamento da GNR de Anadia, também presentes, apelaram às crianças que mantenham esta preocupação com a floresta durante todo o ano e não apenas nos dias da Rota.

A autarquia procurou envolver diversas entidades, dos bombeiros às juntas de freguesia, de entidades particulares à GNR, que se associa dinamizando uma caminhada solidária no Bussaco no último dia da Rota (23 de março).

 

Lida 193 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

De Ovar a Aveiro: sobre a importância do tempo

O Ondas da Serra, ou melhor o Sílvio, o Rui e eu, percorreu Ovar a Aveiro em bicicleta. A aventura começou no primeiro dia em que se ponderou fazer o caminho desde a cidade vareira à cidade dos canais, sempre com a Ria como apoio. Foram mais de 10 horas de percurso e perto de 90 quilómetros de caminho. Mais do que pedalar, ficar espalmado ou mergulhar os pés na lama, ficou a importância do tempo.

Pateira de Fermentelos | Uma idílica viagem à tranquilidade

Um destes domingos com sol radioso fomos explorar a Pateira de Fermentelos ou de Espinhel como é também conhecida, localizadas em Águeda. Partimos à aventura em Oís da Ribeira, tendo começado o percurso junto ao seu parque de lazer. Como guia para a nossa caminhada seguimos o PR1, que passa também junto aos rios Cértima e Águeda.

Terras de Fuste, Função e Paço de Mato

Ondas da Serra partiu à descoberta um destes dias por terras de Vale de Cambra. Deixamos o carro em Rogê, perto do Centro Cívico e partimos para desbravar terrenos e procurar aventuras. Não fomos de caravela, nem navegamos numa nau, levamos a bicicleta, não levamos varapau. 

Faça Login para postar comentários
Pub