Os Caminhos de Santiago exercem em nós uma força que nos impele a visitar regularmente o apóstolo, que reza a lenda descansa na catedral de Compostela. Este ano fizemos a jornada partindo do Porto, seguindo pela costa, saboreando a brisa marítima, o azul infinito do mar e as encostas rochosas à espera de serem por ele reclamadas.

MAY WE MEET AGAIN, foi desta forma que terminamos o artigo da nossa primeira viagem pelo caminho central português, para Santiago de Compostela. Ficamos, contudo, com a sensação que não tínhamos completado a nossa missão, por isso passados cerca de dois meses regressamos para terminar a demanda.