Pág. 1 de 12

Distrito (71)

Distrito
O projeto “Ondas da Serra ® ” identidade regional abrange prioritariamente sete concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca. Contudo não deixaremos de divulgar os projetos e noticias que nos forem enviados pelos outros concelhos, Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Castelo de Paiva, Estarreja, Ílhavo, Mealhada, Murtosa, Oliveira do Bairro, Sever do Vouga e Vagos. Para isso basta que nos enviem um email e nos insiram nas listas de comunicados à imprensa, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Pontualmente iremos fazer algumas reportagens nestes locais. 

O poder da palavra escrita aliada ao saber e cultura de pessoas criativas e talentosas serve de farol aos náufragos em mares grossos e revoltosos. Muitos pagaram com a vida a ousadia de pensar diferente e querer ensinar os homens a ver claramente e não se deixarem enganar pelos algozes tirânicos do pensamento e liberdade. Hoje existe uma censura velada a quem ouse colocar em causa os poderes instalados, sejam económicos, políticos, religiosos ou culturais. Não se pode analisar o passado com os olhos do presente. Neste artigo vamos dar a conhecer 11 escritores do distrito de Aveiro, que foram distinguidos na exposição conjunta itinerante, denominada "Autores da região de Aveiro", realizada na Biblioteca Municipal de Ovar, no período compreendido entre 12 de janeiro e 09 de março de 2024. A mesma foi organizada pela Rede de Bibliotecas Municipais da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro a pretexto do seu 10º aniversário - celebrado em dezembro de 2022.

No âmbito do evento “Descobrir e Experienciar a Ria”, realizado pelo município de Estarreja, conhecemos o biólogo Rafael Marques. O mesmo foi o nosso cicerone numa visita guiada entre a Ribeira do Mourão em Avanca e a Ribeira do Telhadouro em Pardilhó, onde identificou e caracterizou os ambientes de transição e flora dos sapais da Ria de Aveiro. Rafael Marques é coautor do “Guia de Flora do Baixo Vouga Lagunar" que foi utilizado como auxiliar na identificação das plantas que encontramos neste percurso e nos deu a conhecer as suas propriedades medicinais, comestíveis ou decorativas. Foi também salientada a importância dos sapais para a biodiversidade, depuração das águas e proteção contra as alterações climáticas.

O distrito de Aveiro é um marco no ciclismo nacional e possui dos melhores percursos, estradas e trilhas para BTT ou bicicleta, em virtude da sua rica diversidade geográfica, com uma extensa frente marítima, lagunar e montanhosa. Nesta região pode pedalar por zonas planas, junto do Oceano Atlântico, ou muito elevadas, como as serras de Arouca, junto da Ria de Aveiro ou zona florestal com frondosos pinhais, se não os abaterem primeiro com cortes cegos. Ao longo dos anos fomos explorando estes caminhos que aqui damos a conhecer e esperemos o levem a querer viajar por alguns. Neste artigo além da descrição dos percursos vamos também conhecer desportistas que se juntam para pedalar, um vareiro que dedicou a sua vida para as consertar e um profissional retirado do ciclismo que correu muitas Voltas a Portugal.

A Praia Fluvial do Castelo, fica localizada na freguesia de Fornos em Castelo de Paiva, sendo banhada pelas amenas águas do Rio Douro. O Rio Paiva aqui desagua em frente à sua amada Ilha dos Amores, que outrora fortificada defendia cristãos de ataques de muçulmanas gentes e ajudou a fundar a Lusitânia Pátria. O seu enquadramento natural, desportos náuticos e infraestruturas oferecidas fazem dela uma das melhores da região. Este é também um lugar para gente jovem, que atravessa a nado até à ilha e do cimo de temerosos penedos se precipitam como loucos, em saltos vertiginosos, para as tranquilas águas do rio. Durante o verão, aos fins-de-semana há uma grande azáfama de embarcações a motor, por vezes fazendo perigar a segurança dos banhistas. As ondas arremetem para a praia, à passagem dos grandes cruzeiros, com turistas a ver as vistas das arribas do Douro, que acenam alegremente, mas lançando invejosos olhares ao povo que se refresca na praia.

Castelo de Paiva viu nascer, há 47 anos, Ricardo Jorge, um homem amante da terra onde ganhou raízes e semeou uma grande carreira e vida familiar. O Rio Douro serpenteia por estes vales, que ele seguiu até ao Porto, onde se formou em direito. Fomos conhecer este advogado, que irradia serenidade, sabedoria e uma energia que emprega na defesa de causas legais, associativismo, andar de bicicleta ou jogar futsal com os amigos. Nesta entrevista deu-nos a conhecer as suas paixões e valores que defende. Falamos sobre a sua carreira, advocacia, direito administrativo e estado da justiça. Falamos também do direito laboral e aprofundamos a questão do assédio laboral e de que forma os trabalhadores se podem defender e quais são os seus direitos. Estas vítimas podem fazer queixa para o comportamento dos seus superiores hierárquicos ser avaliado judicialmente para eventualmente serem julgados e sancionados a nível contraordenacional ou criminal.

Os passadiços do Rio Douro em Castelo de Paiva são uma nova forma de abarcar toda a sua beleza e conhecer a história desta região. Neste artigo vamos conhecer o “Percurso Viver o Douro”, caminhando pelas suas margens e desfrutando da vista por um barco rabelo. Pelo trilho passamos por duas aldeias em xisto, alheias ao passar do tempo e cruzeiros com alegres turistas. Vamos conhecer também alguma da sua história, dos seus monumentos, fauna e flora. Nesta incursão revisitamos lugares, conhecemos novos amigos e com pena soubemos que partiram outros.  

Pág. 1 de 12