Pág. 2 de 4

Oliveira de Azeméis (19)

Oliveira de Azeméis

Situado a sul da AMP e pertencente ao distrito de Aveiro, o município de Oliveira de Azeméis destaca-se não só pelo património construído, de que é exemplo os castros de Ul e de Ossela, os moinhos, o Parque e a Capela de La Salette, os centros históricos de Oliveira de Azeméis e da Bemposta, mas também pelo património natural englobando os rios Antuã, Caima e Ul. Em termos culturais é notória a importância de grandes figuras da literatura portuguesa do século XX, como Ferreira de Castro ou Eça de Queirós.

O município de Oliveira de Azeméis apresenta um tecido empresarial competitivo e inovador, com projeção nacional e internacional, destacando-se a indústria metalúrgica e metalomecânica qualificada como setor estratégico nacional. Destaca-se igualmente o artesanato do concelho, de que é exemplo os trabalhos em cobre, peças em vidro, arte sacra, arte em madeira ou cestaria.

Devido à atividade dos moleiros presente em Oliveira de Azeméis o arroz e as farinhas são uma referência de qualidade que permitem a criação de produtos como o pão de Ul, regueifas e o arroz de febras de Cesar. O concelho tem uma gastronomia rica de que é exemplo o arroz de ossos da suã, os rojões, o anho à moda de Fajões, as rabanadas de Cesar ou as papas de S. Miguel.

Fonte: portal.amp.pt

A atividade artesanal é merecedora de destaque e deseja-se que o público reveja nela o seu passado, o seu presente e, preferencialmente, o seu futuro, uma vez que há a necessidade de perpetuar certas artes que se vêem cada vez mais esquecidas e que poderão estar condenadas.

Reunimos os melhores locais para dormir enquanto descobre o património de Oliveira de Azeméis. O concelho é um dos destinos incontornável para os amantes de cidades com uma agenda cultural intensa, permanentemente quebrada por workshops de história, arte e, claro, vida. Recarregue baterias em alguns dos hotéis, pousadas ou quintas mais icónicos desta terra enquanto aproveita para explorar caminhos apaixonantes por paisagens e histórias.

Andando a pé pelo centro histórico da cidade de Oliveira de Azeméis, que se desenvolve basicamente ao longo das ruas Bento Carqueja e António Alegria, que constituem o traçado da antiga EN 1 dentro da cidade, é possível observar vários edificios de grande valor patrimonial.

Este percurso tem cerca de 4,3 km com partida no Mercado Municipal e chegada à Praça José da Costa. O percurso pode ser efetuado em qualquer época do ano, sendo que, sem chuva a visita será mais beneficiada. Percurso maioritariamente plano.

A riqueza da gastronomia portuguesa chega além-fronteiras e Oliveira de Azeméis junta-se, orgulhosamente, a essa reputação. Sobre a gastronomia oliveirense há que fazer referência a dois importantes aspetos.

Pág. 2 de 4