Pág. 4 de 4

Oliveira de Azeméis (19)

Oliveira de Azeméis

Situado a sul da AMP e pertencente ao distrito de Aveiro, o município de Oliveira de Azeméis destaca-se não só pelo património construído, de que é exemplo os castros de Ul e de Ossela, os moinhos, o Parque e a Capela de La Salette, os centros históricos de Oliveira de Azeméis e da Bemposta, mas também pelo património natural englobando os rios Antuã, Caima e Ul. Em termos culturais é notória a importância de grandes figuras da literatura portuguesa do século XX, como Ferreira de Castro ou Eça de Queirós.

O município de Oliveira de Azeméis apresenta um tecido empresarial competitivo e inovador, com projeção nacional e internacional, destacando-se a indústria metalúrgica e metalomecânica qualificada como setor estratégico nacional. Destaca-se igualmente o artesanato do concelho, de que é exemplo os trabalhos em cobre, peças em vidro, arte sacra, arte em madeira ou cestaria.

Devido à atividade dos moleiros presente em Oliveira de Azeméis o arroz e as farinhas são uma referência de qualidade que permitem a criação de produtos como o pão de Ul, regueifas e o arroz de febras de Cesar. O concelho tem uma gastronomia rica de que é exemplo o arroz de ossos da suã, os rojões, o anho à moda de Fajões, as rabanadas de Cesar ou as papas de S. Miguel.

Fonte: portal.amp.pt

O Ondas da serra viajou até à aldeia de Vilarinho de São Luís – Palmaz – Oliveira de Azeméis, para percorrer o PR1, rota dos Espigueiros. Depois de termos viajado por umas estradas maltratadas, abriu-se à nossa frente um bonito vale, com a aldeia em cascata sobranceira à planície por onde sussurrava um rio. Desde logo constatamos que ali o som era diferente e o tempo alongava-se na eternidade dos momentos. O latir dos cães e o canto dos garnisés suavam mais límpidos e com outra sonoridade.

Pág. 4 de 4