segunda, 12 dezembro 2016 14:14

Lagoa de Paramos – Observatório de Aves

Classifique este item
(0 votos)

Situada a sul do Concelho em Paramos, constitui uma área de interesse ecológico, paisagístico e recreativo possuindo uma grande diversidade ornitológica e vegetal, sendo de referir que algumas das espécies existentes constam nas " Diretivas do Conselho das Comunidades Europeias relativas à conservação das aves selvagens".

Lagoa de Paramos – Observatório de Aves

São passíveis de distinção três sub - zonas da Barrinha: a superfície alagada ou laguna, uma zona adjacente permanentemente encharcada e uma zona envolvente menos influenciada pelo lençol freático (Plano Parcial de Urbanização).

A Laguna, propriamente dita, constitui um meio "litoral marginal com salinidade variável, de águas geralmente calmas, na qual se depositam sedimentos finos de origem tanto continental como marinha” (Paskoff, R., 1985).

A superfície alagada da Barrinha tem vindo a diminuir ao longo dos últimos anos devido a diversos fatores naturais e humanos, sendo referidos valores na ordem dos 1.450 metros de comprimento e 1.300 metros de largura (C.C.R.N., 1987).

A alimentação de água da laguna provém essencialmente da água do mar, da água da chuva, da água da toalha freática e dos afluentes.

Os afluentes desempenham um importante papel ao nível da alimentação de água e de sedimentos. A ribeira de Paramos (concelho de Espinho) e as ribeiras de Cortegaça e de Mangas (concelho de Ovar).

Zona protegida que visa a criação / preservação de uma reserva natural, onde se poderão admirar a fauna e flora locais, sendo um ótimo observatório de aves.

Fonte: Câmara Municipal de Espinho

Lida 586 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

ADUM - Associação Dona Urraca Moreira | Defesa e valorização do património Oliveirense

O Ondas da Serra foi conhecer a ADUM - Associação Dona Urraca Moreira, localizada em Madail – Oliveira de Azeméis, que se dedica à defesa e conservação da natureza e património histórico do concelho. Neste artigo vamos conhecer o seu presidente, a sede da associação e sua história, que atividades têm desenvolvido e quais são os maiores problemas que têm enfrentado nestas áreas.  

Arouca | Frecha da Mizarela - Uma das maiores cascatas de Aveiro

A Frecha da Mizarela foi esculpida na Serra da Freita em Arouca, perto da aldeia de Albergaria da Serra, onde o Rio Caima despeja brutalmente e destemido as águas no abismo.

São João de Fontoura na Rota dos Cerejais

Os vastos horizontes que se têm aberto ao Ondas da Serra levaram-nos para fora de Aveiro para ver outras maravilhas do nosso país, desta vez fomos até São João da Fontoura em Resende, para degustarmos a sua Rota dos Cerejais.