quinta, 12 janeiro 2017 16:45

Clube Académico da Feira: Agilidade e força em 45 anos de História

Classifique este item
(0 votos)

A 29 de Março de 1972, o Clube Académico da Feira celebra 45 anos desde a sua fundação. Dois anos depois, participava na primeira competição. Quase meio século depois, o 'Ondas da Serra' revela alguma da história do clube de Santa Maria da Feira.

Texas Futebol Clube foi o nome definido pelos membros fundadores da associação desportiva, na então Vila da Feira.

António Santos, Rufino Ribeiro, Américo Silva, Fernando Sousa, Agostinho Pinho, Armando Valente “Sobreiro”, David Ferreira, Carlos Fonseca, Manuel Gesteira, Betinho, Domingos Oliveira e Manuel Brasileiro reuniam-se no antigo Grémio da Lavoura, hoje Cooperativa Agrícola, para traçar o caminho de um clube a dar os primeiros passos.

O equipamento foi, de imediato, uma das questões iniciais. O primeiro equipamento era composto por camisola e calções de cor branca. Segue-se a primeira competição do clube -, o 1º Torneio de Futebol Amador dos Padres Passionistas, na Cruz, Vila da Feira, em 1974. Artur Rocha foi o primeiro treinador da equipa de futebol do clube.

Dois anos depois, no Torneio de Futebol Amador do C.D. Feirense, o Texas adota definitivamente para equipamento principal a cor amarela para as camisolas e a cor verde para os calções. No entanto, manteve para equipamento alternativo as camisolas de cor preta e os calções de cor branca.

Logo de seguida, define o seu emblema oficial: o cavalo a dominar a bola, representando nobreza, lealdade, agilidade e a força.

13 anos após a sua criação, a coletividade muda o seu nome para Clube Académico da Feira. Estávamos a 3 de Janeiro de 1985. Na época de 1988/89 o clube conquistou o primeiro título distrital nas camadas jovens em hóquei em patins, no escalão de Juvenis. Um ano depois, cria a primeira equipa de seniores de Hóquei em Patins.

Em 1992 arrancou o Atletismo no clube. Ainda nesta modalidade, o clube foi o organizador das duas primeiras edições da Corrida do Castelo em 1998 e 1999 em Santa Maria da Feira. Em 1996 foi apresentada a primeira equipa feminina de hóquei em patins do clube.

O ténis surge em 1998, seguido pelo Futsal, em 2004. Atualmente, as modalidades de Futebol Amador, Atletismo e Patinagem Artística e de Futsal estão inativas.

A Escola de Ténis do Clube Académico da Feira é um dos investimentos mais recentes da instituição de utilidade pública. Criada em Agosto de 2008, tem como missão a divulgação da modalidade junto do maior número de pessoas, sobretudo crianças e jovens.

A formação de jogadores é uma das grandes apostas da escola, com a participação dos atletas em torneios regionais, nacionais e internacionais. Todavia, a estrutura não se fica pela sua vertente desportiva. A dimensão recreativa e social adquire enorme importância na unidade de ensino.

Nos últimos 45 anos, o Clube Académico da Feira tem-se afirmado na cena desportiva do concelho e adquirido relevância na transmissão de hábito de vida saudáveis, com foco nas vertentes competitivas, sociais e recreativas. Um trabalho que se estende a diversas modalidades e conta com o apoio do presidente do clube Amadeu Pinto.

Fonte: Clube Académico da Feira

Lida 629 vezes

Autor

Ricardo Grilo

Histórias capazes de entrar em contacto com as emoções de quem as lê justificam a minha paixão pelo jornalismo. Natural de Santa Maria da Feira, acredito no potencial de um concelho em ensaios para escrever a sua autobiografia. Aos 24 anos, e enquanto colaborar do ‘Ondas da Serra’, procuro a beleza em escrever sobre uma terra tão especial.

Itens relacionados

Yoga no Parque – As emoções conflituosas

No domingo dia 24 de março, o Ondas reuniu algumas pessoas da nossa comunidade no Parque Urbano de Ovar, para praticar Yoga. Estes encontros não têm mestres nem professores, apenas pessoas que querem praticar esta arte milenar.

Sara, a apaixonada por pessoas que também é psicóloga da J. F. de Esmoriz

Sara tem 25 anos e todos a conhecem em Esmoriz, concelho de Ovar. É responsável pelo Gabinete Psicossocial da Junta de Freguesia de Esmoriz desde 2016. As pessoas são a sua maior causa e, enquanto psicóloga, trabalha todos os dias para melhorar a vida dos que procuram o seu apoio.

É tão bonito! Onde fica?

O chão de madeira serpenteia entre a maior zona lagunar do Norte de Portugal com o brilho que só a natureza pode proporcionar. Os passadiços da Barrinha de Esmoriz, no concelho de Ovar, são o passeio idílico para amantes de praia, natureza e emoções. É bonito por tudo o que oferece a quem o visita. Simples e poderoso.