Os Caretos de Podence à vista da Praia Fluvial do Azibo Caretos de Podence - Macedo de Cavaleiros

Os Caretos de Podence à vista da Praia Fluvial do Azibo

Classifique este item
(1 Vote)

Há muito que é conhecida a hospitalidade do povo trasmontano, esta região oferece ao forasteiro boas razões para a visitar, com vinhos odoríficos, carnes fumegantes, paisagens e lugares maravilhosos. O Ondas foi conhecer um pouco destas terras respeitando o ditado popular, “Para lá do Marão mandam os que lá estão”.

Praia fluvial do Azibo e praia fluvial Fraga da Pegada

Praia fluvial do Azibo

Nesta incursão estivemos em Macedo de Cavaleiros, que entre outras riquezas disponibiliza uma vasta gama de percursos pedestres e geossítios de interesse arqueológico no geoparque “Terra de Cavaleiros”. Fomos também conhecer a barragem da albufeira do Azibo e as suas duas praias fluviais, Azibo e Fraga da Pegada.

Nesta última praia fique a conhecer um pouco da história da Ibéria no geossítio G08 e que foi banhada em tempos imemoriais pelo Oceano Galiza Trás-os-Montes, talvez por isso lhe chamou um dia José Saramago, jangada da pedra e estes povos tenham mantido uma cordial amizade. Aqui pode ler-se que “A Fraga da Pegada é constituída por uma rocha vulcânica antiga, com cerca de 430 milhões de anos, com origem em vulcões, que se situavam nas margens de um oceano primitivo (oceano Galiza Trás-os-Montes), representando no Monte Morais…

PR3 - Trilho do Caretos 

Estas tranquilas praias com as suas águas temperadas e clima ameno, propiciam dias para recordar. Ambas estão bem-dotadas de equipamentos de apoio, lugares de estacionamento e vias de acesso. Daqui partem alguns percursos pedestres, à volta da albufeira ou para Podence, Trilho do Caretos PR3. Podem ser feitos a caminhar ou de bicicleta, se pretender uma aventura diferente, vá de bicicleta até ao final da albufeira e visite a sede do concelho, via Vale da Porca.

Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo1

Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo

"Idealizada para o regadio agrícola, a Albufeira do Azibo ganhou o estatuto de Paisagem Protegida. Os seus predicados ambientais, integram-na também na Reserva da Bisosfera Transfronteiriça da Meseta Ibérica, assim classificada pela UNESCO, a maior reserva da Europa. Mais do que nome de rio, de albufeira ou de um sítio, Azibo é sinónimo de qualidade ambiental, beleza paisagística e de praias fluviais.

É um dos locais mais visitados em todo o Nordeste Transmontano. Um imenso lago, onde confluem a proteção das espécies, com uma rede de percursos sinalizados, que fazem as delícias dos adeptos de caminhadas e BTT, e duas praias sucessivamente galardoadas com a Bandeira Azul: Praia da Fraga da Pegada e Praia da Ribeira. Uma, a área balnear fluvial com mais Bandeiras Azuis em toda a Europa, a outra, uma das 7 Maravilhas, Praias de Portugal."

Os caretos de Podence

Os caretos de Podence

Perto desta albufeira fica localizada a bonita aldeia de Podence, pintada com os seus Caretos. Não fique só pelo seu museu, caminhe um pouco pelas suas ruas, saúde os seus moradores. Na Casa do Careto, pode conhecer-se um pouco da sua história, “Interrompendo os longos silêncios de cada Inverno, como que saindo secretos e imprevisíveis dos recantos de Podence, surgem silvando os “Caretos” e os seus frenéticos chocalhos bem cruzados nas franjas coloridas de grossas mantas. É tempo de Carnaval… e os mascarados suspendem o tempo, como suspensos se encontram os enchidos no fumeiro, decretam a boémia, o riso e o excesso, como decretado está também o seu inevitável e cíclico fim. E no ano seguinte tudo se repete nessas surtidas imprevisíveis e nas “chocalhadas” viris das moças mais afoitas, nas mulheres voluntariamente desatentas e nas velhas risonhas e nostálgicas…” Paulo Raposo, Antropólogo.

Em 2020 os Caretos voltam a ganhar vida no “Entrudo Chocalheiro“, entre 22 e 25 de fevereiro, esta aldeia cumpre este antigo ritual, para aquilo que consideram ser o “Entrudo mais genuíno de Portugal”, onde desfilam marafonas, se organizam queimadas, concertos tradicionais, passeios, exposições e a “Festa do Grelo”.

O traje dos Caretos de Podence2

O traje dos Caretos de Podence

"A apresentação diabólica do Careto não é mais do que um rapaz mascarado com um traje de diversas cores, das quais se destacam o verde, vermelho e amarelo, com chocalhos pendurados no traje e uma máscara vermelha de lata ou de cabedal."

O que faz o Careto?2

"Os Caretos fazem parte das celebrações de inverno, aparecendo tradicionalmente no Domingo Gordo (o domingo de carnaval) e a terça-feira de carnaval, quando se faz a queima do Entrudo. Citando “Mergulhando na raiz profana e carnal, o verdadeiro motivo que move o Careto é apanhar raparigas para as poder chocalhar. Sempre que se vislumbra um rabo de saia, o Careto é impelido pelo seu vigor.”"

A origem do Carnaval e o Careto2

"Mas afinal, qual é a origem do Careto? Esta tradição está diretamente ligada com o término do inverno e chegada da primavera, uma época que traz de novo colheitas e bom tempo. Este tipo de celebrações carnavalescas, segundo alguns investigadores, virá do tempo dos romanos, embora outros julguem ser muito mais ancestral. “Ao Careto tudo se permite nesses dias pois assume uma dupla personalidade. O indivíduo ao vestir o fato torna-se misterioso e o seu comportamento muda completamente, ficando possuído de uma energia transcendental. Existe algo de mágico e de forças sobrenaturais ocultas em todo este ritual de festa que atribuí a estas personagens prerrogativas a imunidade interditas a outros mortais. A antiguidade e originalidade desta tradição, cheia de cor e som, e a vontade das gentes de Podence em preservar estas figuras fizeram dos Caretos personagens famosas para lá dos limites da aldeia.” 

O Restaurante da Casa do Careto

O Restaurante da Casa do Careto

Nesta aldeia, na Casa do Careto funciona um restaurante com uma excelente vista para a albufeira do Azibo, com um serviço acolhedor e pratos da região. Que magníficos momentos ali passamos com amigos, acompanhados pelos caretos que no final fomos visitar ali no museu ao lado.

Geopark Terras de Cavaleiros1

"Visitar Macedo de Cavaleiros é conhecer o Geopark Terras de Cavaleiros, um território reconhecido pelas redes de geoparques da UNESCO, detentor de singularidades que o distinguem e o afirmam turisticamente. O Geopark Terras de Cavaleiros é um desafio aos sentidos do turista, capaz de lhe proporcionar experiências gratificantes. É um desafio permanente, num território que além do Geopark, a UNESCO reconhece pela sua integração na Reserva da Biosfera Transfronteiriça, com a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, e tem em processo de candidatura a Património Imaterial a tradição cultural dos Caretos de Podence."

A falta de um parque de campismo em Macedo de Cavaleiros

Para Macedo de Cavaleiros poder aproveitar todo o seu potencial turístico, está a faltar a construção de um parque de campismo, que segundo podemos apurar há muito está prometido.

Fontes: 1- Site da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros. 2-transmontanitos.pt

Galerias de fotos dos Caretos de Podence e Albufeira do Azibo

Lida 1033 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Conheça a bonita e maior praia fluvial do Areinho em Arouca

A bonita e aprazível praia fluvial do Areinho é banhada pelo Rio Paiva, ficando localizada na União de Freguesias de Canelas e Espiunca – Arouca, sendo a maior deste concelho que pertence ao distrito de Aveiro. Não se vai arrepender de se banhar nas suas temperadas águas e confie em nós que irá passar um dia magnifico neste aprazível local, que ficou um pouco movimentado por causa dos passadiços do Paiva, mas que não lhe retiraram o encanto.

As mais bonitas praias fluviais de Portugal

O Ondas da Serra tem feito um trabalho para dar a conhecer aos nossos leitores as mais bonitas praias fluviais de Portugal. A maioria das que visitamos são no nosso distrito de Aveiro, mas fomos conhecer outras espalhadas pelo país que nos oferecem momentos inesquecíveis de paz, beleza e tranquilidade. Neste artigo fizemos uma seleção destas locais que fazem parte da nossa história e onde nos divertimos e agradecemos à mãe natureza pela sua criação e aos homens por as estimar.

Cais do Bico na Murtosa

O Cais do Bico fica localizado no Lugar do Bico, no concelho da Murtosa. Este pedaço de terra junto à Ria de Aveiro é dotado de uma grande beleza natural, calma e tranquilidade. O espaço que se abre para as águas oferece um amplo parque de merendas relvado, com algum arvoredo, e mesas onde poderá fazer piqueniques com a família ou amigos. No dia da nossa visita alguns grupos de amigos defrontavam-se no jogo da malha. No verão, os domingos por estes lados são muito animados e as mesas muito disputadas.