Os Caretos de Podence Podence - Macedo de Cavaleiros

Os Caretos de Podence Destaque

Classifique este item
(0 votos)

Há muito que é conhecida a hospitalidade do povo trasmontano, esta região oferece ao forasteiro boas razões para a visitar, com vinhos odoríficos, carnes fumegantes, paisagens e lugares maravilhosos. O Ondas foi conhecer um pouco destas terras respeitando o ditado popular, “Para lá do Marão mandam os que lá estão”.

Careto de Podence - Macedo de CavaleirosNesta incursão estivemos em Macedo de Cavaleiros, que entre outras riquezas disponibiliza uma vasta gama de percursos pedestres e geossítios de interesse arqueológico no geoparque “Terra de Cavaleiros”. Fomos também conhecer a barragem da albufeira do Azibo e as suas duas praias fluviais, Azibo e Fraga da Pegada.

Nesta última praia fique a conhecer um pouco da história da Ibéria no geossítio G08 e que foi banhada em tempos imemoriais pelo Oceano Galiza Trás-os-Montes, talvez por isso lhe chamou um dia José Saramago, jangada da pedra e estes povos tenham mantido uma cordial amizade. Aqui pode ler-se que “A Fraga da Pegada é constituída por uma rocha vulcânica antiga, com cerca de 430 milhões de anos, com origem em vulcões, que se situavam nas margens de um oceano primitivo (oceano Galiza Trás-os-Montes), representando no Monte Morais…

Estas tranquilas praias com as suas águas temperadas e clima ameno, propiciam dias para recordar. Ambas estão bem-dotadas de equipamentos de apoio, lugares de estacionamento e vias de acesso. Daqui partem alguns percursos pedestres, à volta da albufeira ou para Podence, Trilho do Caretos PR3. Podem ser feitos a caminhar ou de bicicleta, se pretender uma aventura diferente, vá de bicicleta até ao final da albufeira e visite a sede do concelho, via Vale da Porca.

Perto desta albufeira fica localizada a bonita aldeia de Podence, pintada com os seus Caretos. Não fique só pelo seu museu, caminhe um pouco pelas suas ruas, saúde os seus moradores. Na Casa do Careto, pode conhecer-se um pouco da sua história, “Interrompendo os longos silêncios de cada Inverno, como que saindo secretos e imprevisíveis dos recantos de Podence, surgem silvando os “Caretos” e os seus frenéticos chocalhos bem cruzados nas franjas coloridas de grossas mantas. É tempo de Carnaval… e os mascarados suspendem o tempo, como suspensos se encontram os enchidos no fumeiro, decretam a boémia, o riso e o excesso, como decretado está também o seu inevitável e cíclico fim. E no ano seguinte tudo se repete nessas surtidas imprevisíveis e nas “chocalhadas” viris das moças mais afoitas, nas mulheres voluntariamente desatentas e nas velhas risonhas e nostálgicas…” Paulo Raposo, Antropólogo.  

Em 2020 os Caretos voltam a ganhar vida no “Entrudo Chocalheiro“, entre 22 e 25 de fevereiro, esta aldeia cumpre este antigo ritual, para aquilo que consideram ser o “Entrudo mais genuíno de Portugal”, onde desfilam marafonas, se organizam queimadas, concertos tradicionais, passeios, exposições e a “Festa do Grelo”.

Para Macedo de Cavaleiros poder aproveitar todo o seu potencial turístico, está a faltar a construção de um parque de campismo, que segundo podemos apurar há muito está prometido.

 

 

Lida 271 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Faça Login para postar comentários