Resende | Os encantos de Vale do Cabrum Boi de Raça Arouquesa - Vale de Cabrum - Resende

Resende | Os encantos de Vale do Cabrum Destaque

Classifique este item
(1 Vote)

Ondas da Serra partiu em aventura por terras de Resende onde Deus na luz da criação começou a moldar o paraíso por Vale de Cabrum.

Este percurso de rota circular, com 8,9 km, começa em Ovadas de Baixo, próximo da ponte e parque fluvial com o mesmo nome. O trilho percorre as encostas do rio Cabrum, que é atravessado por três pontes, passando pelas aldeias de Ovadas, Panchorrinha, Mariares, Granja e Covelinhas. A paisagem é maioritariamente agrícola, recortada por antigo casario desabitado, alguns em ruínas, mas que o tempo teima em não apagar.

Um singelo nevoeiro, quebrado em alguns momentos por chuva fraca, que se foi intensificando tirou-nos profundidade mas deu-nos tonalidades para pintarmos os nossos quadros. A intempérie acabou por chegar-nos ao corpo, mas continuamos a missão inquebráveis como as gentes serranas que habitam estas aldeias de Montemuro. 

Aproveitamos as informações afixadas duma caminhada anterior, efetuadas pela Associação de Valorização e Desenvolvimento Rural do Vale do Cabrum, para saber mais sobre o trilho e partilhar com os nossos leitores. Este percurso carece duma melhor sinalização com as marcas oficiais homologadas pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal, mas enquanto isso não acontece as pessoas interessadas podem seguir as marcas desta associação.

Leia também: São João de Fontoura na Rota dos Cerejais

A natureza aqui ainda subsiste através de floresta autóctone de Carvalhos, Freixos, Amieiros, Giesta-das-sebes, Cerejeira-brava, Nogueiras, Carvalho-pardo-das-beiras/ Carvalho-pardo-do-minho/Carvalho-negral. Nós amamos as árvores que pena todos os homens não as compreenderem e desfrutarem dos seus encantos.

A dada altura fomos contemplados por um boi, exemplar magnífico da raça arouquesa, com as suas tilintantes campainhas que não afastavam contudo as moscas da sua real figura.

E assim terminou esta aventura, não contamos tudo porque cada um experiência o mundo à sua medida. Nós havemos de retornar com um sol radioso para provarmos estas águas e contemplar até à infinitude a beleza deste vale e simpatia das suas gentes.

Download do folheto com o percurso.

 

 

 

  
 

Ponte da Covelinhas | Ponte de Ovadas

Local de travessia do Rio Cabrum desde a antiguidade, a estrutura atual remonta para o século XVIII, sendo que os seus alicerces nos remetem para a idade média

 

 

 

Covelinhas

No ano de 946, é mencionado numa escritura de arras, por Covelas de Cabrum e no século XI é referida nas inquirições de Afonso III, como sendo de cavaleiros e mosteiros.

Em 1527, no Cadastro da População do Reino, é já citado o topónimo atual e contava com 50 habitantes.

Nos censos de 1911 Covelinhas é a segunda povoação mais habitada na freguesia de São Cipriano, com cerca de 200 moradores.

 

 

 

Monte das Covelinhas

Apesar da ausência de referências históricas a esta povoação pensamos que a sua localização, numa encruzilhada de quatro caminhos antigos, aliados aos férteis campos agrícolas que a circundam, terão levado ao estabelecimento deste pequeno povoado, que actualmente se encontra desabitado.

 

 

 

Monte das Covelinhas

Estas galerias abertas no saibro, muitas vezes junto a caminhos antigos, tinham múltiplas finalidades. Desde refúgio de ermitas desde a idade Média, a simples arrecadação para alfaias agrícolas, são inúmeras os exemplares espalhados por este território.

 

 

 

Ponte da Laje

Ponte sobre a convergência das ribeiras do Taquinho e do Marinheiro.

 

 

 

Ribeira do Taquinho e Ribeira do Marinheiro

O primeiro nasce do coração da Alagoa de D. João o segundo ao lado da aldeia da Panchorra, fundem-se num só a sul da aldeia da Panchorrinha, contornando esta povoação por nascente e unindo-se ao Cabrum a norte desta.

 

 

 

Ponte da Barrela

Fontes orais apontam a sua construção para inícios do século XX.

 

 

Lida 929 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Foz do Alge | Uma ode à mãe natureza

A povoação de Foz do Alge pertence à freguesia de Arega - concelho de Figueiró dos Vinhos, distrito de Leiria, do nosso Portugal. Este reino foi ali conquistado junto das águas do Rio Zêzere com as da Ribeira de Alge, num cenário de grande beleza, quebrada à volta pelos grossos mares de eucaliptos, que estão sempre à espreita para o aniquilar.

Vieira do Minho terra de contrastes

Vieira do Minho no sopé da Serra da Cabreira, vizinha do Parque Nacional da Peneda-Gerês, perto da azafama da área metropolitana do Porto, é um bom refugio para passar uns dias tranquilos, junto da natureza e vida selvagem.

Uma aventura no Parque Nacional da Peneda-Gerês

No norte de Portugal fica situado o nosso único parque nacional, todas as pessoas já ouviram falar dele, mas nem todas o visitaram. O seu vasto território e as suas riquezas permitem aos seus amantes ao longo dos anos terem sempre motivos para regressarem, aqui fica o testemunho duma destas viagens.