Foz do Alge | Uma ode à mãe natureza Foz do Alge - Ribeira de Alge e Rio Zêzere Ondas da Serra

Foz do Alge | Uma ode à mãe natureza Destaque

Classifique este item
(1 Vote)

A povoação de Foz do Alge pertence à freguesia de Arega - concelho de Figueiró dos Vinhos, distrito de Leiria, do nosso Portugal. Este reino foi ali conquistado junto das águas do Rio Zêzere com as da Ribeira de Alge, num cenário de grande beleza, quebrada à volta pelos grossos mares de eucaliptos, que estão sempre à espreita para o aniquilar.

Fragas de São SimãoChegamos a estes domínios com ajuda dum súbito vareiro que nos indicou estas paragens. Montamos o nosso arraial no parque de campismo municipal ali existente, numa das encostas do rio, com todas as comunidades e sem a necessidade cavalgar para ir a banhos na praia ali ao pé.

Este é um local de grande acalmia, onde as noites só são quebradas pelo ladrar dos cães ou piar das aves noturnas. Pela manhã é uma azafama nas águas defronte ao parque, onde garças, corvos e outra passarada cantam e discutem em cortejo a bênção ao novo dia. Para os mais românticos o céu oferece leituras límpidas e os mais temerosos até terão medo que lhes caía alguma em cima.

Ali perto a uma dezena de quilómetros, foi esculpida pela Natureza as Fragas de São Simão, onde recentemente montaram uns passadiços, para as pessoas melhor mirararem a sua beleza e vastos horizontes. Esta preciosidade geológica foi rasgada por milhões de anos de erosão, através da pedra maciça.

Do alto do seu miradouro é possível contemplar as fragas, a aldeia de Casal de São Simão e o vale do Alge em toda a sua grandeza.

A aldeia de Casal de São Simão, de uma só rua, é construída em quartzite e situa-se num dos flancos da crista quartzítica que dá origem as Fragas. Ao longo da Ribeira encontram-se várias levadas e moinhos, para além da sombra proporcionada pelas manchas da flora nativa desta região, constituída por azereiros, amieiros, sanguinhas, sabugueiros, pelo feto real e pelo carvalho alvarinho. Ao longo do percurso numa das encostas existem ainda resquícios de Laurissilva, formação vegetal que em tempos ocupou grande parte de Portugal Continental. Fonte: CM Figueiró dos Vinhos”

Em baixo o verde vale esconde magníficos recantos de águas e íngremes encostas, muito utilizado no quente do verão por banhistas e destemidos escaladores.  

Sobranceira a este vale, foi cravada a aldeia de xisto Casal de São Simão, cuja beleza das suas pedras e calçadas floridas não deixa ninguém indiferente. Durante uma parte da pardenta tarde, calcorreamos as suas calçadas, escolhendo os melhores ângulos para as fotografar.

Ainda tentamos visitar a aldeia de Além da Ribeira, seguindo o PR1 - Caminhos de Xisto de Casal de São Simão, mas a noite aproximava-se e a penumbra já se abatia sobre os vales e com ajuda duns caminhantes que encontramos, onde se destacava José Dias, um amante da fotografia, resolvemos retornar, aproveitando para trocar ideias sobre estes aventuras com amigos que partilham as nossa paixões.

Ainda fomos a tempo durante estes dias de visitar a Praia fluvial de Aldeia Ana de Aviz, um pouco artificial demais para o nosso gosto, mas que fica no caminho para as Fragas e os mais novos gostam.

 

Lida 227 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Vieira do Minho terra de contrastes

Vieira do Minho no sopé da Serra da Cabreira, vizinha do Parque Nacional da Peneda-Gerês, perto da azafama da área metropolitana do Porto, é um bom refugio para passar uns dias tranquilos, junto da natureza e vida selvagem.

Uma aventura no Parque Nacional da Peneda-Gerês

No norte de Portugal fica situado o nosso único parque nacional, todas as pessoas já ouviram falar dele, mas nem todas o visitaram. O seu vasto território e as suas riquezas permitem aos seus amantes ao longo dos anos terem sempre motivos para regressarem, aqui fica o testemunho duma destas viagens.

Entre Ambos-os-Rios | Uma península fluvial

Localizada no concelho de Ponte da Barca, a freguesia de Entre Ambos-os-Rios, não é uma jangada de pedra, embora a sua península formada pelos rios Lima, Tamente e Froufe pareça ter uma grande vontade de ir conhecer o oceano atlântico lá para os lados de Viana do Castelo.