sábado, 18 fevereiro 2017 03:24

Emerenciano volta a expor em Ovar

Classifique este item
(0 votos)

Emerenciano Ro­drigues, artista plástico vareiro, com ateliê no Porto, inaugurou no Museu de Ovar, em 11 de fevereiro último, a exposição “A minha alma está na escrita”, que vai estar patente na Sala dos Fundadores até ao próximo dia 4 de março.

“O Emerenciano é um homem que tem fei­to muito pela sua terra. Desde os princípios desta casa que esteve aqui pre­sente. Esta sua exposição honra muito esta casa, que também é sua. Esta­mos muito gratos por estar aqui connosco”, disse Manuel Cleto, Diretor do Museu de Ovar.

Emerenciano lembrou que “a pedido do seu fundador, José Augusto de Almeida”, realizou em 1967 uma exposição com amigos no Museu, estava ele no início dos estudos na Escola Superior de Belas Artes do Porto, e que teve a ideia de "trazer esta exposi­ção com as máscaras nesta altura por Ovar ser uma terra de Carna­val, mas pretende que “a ideia da máscara ultrapasse a festividade”.

Para este artista vareiro, autor da capa da revista "REIS" de 2017, nós convivemos diariamente com gente que se mascara: “São más­caras de fingimento... É evidente que quem coloca uma máscara esquece-se que um dia ela cai”.

Emerenciano revelou ainda que, como autor, não pode deixar de pensar na Guerra e no sofri­mento que ela causa e, por isso, algumas das suas obras refletem o seu estado de espírito: “Vim a per­ceber que só me salvava através do conhecimento, do saber, tentando resolver alguns problemas interio­res e de relação... A minha alma está na escrita, pensando de lá para cá. Penso que esta ideia começa em 1973, quando fiz questão de trazer a vida para dentro da arte."

Na noite de 3 de março, Eme­renciano vai estar no “À Palavra”, no Museu de Ovar, a convite do escritor ovarense Carlos Nuno Granja, autor do texto da contracapa da brochura da exposição “A minha alma está na escrita”, do qual transcrevemos estes excertos:

"Para mim, este regresso de Emerenciano à sua cidade, à minha cidade, enche-me de orgulho. (...) Uma mostra que envolve o Homem, que envolve o Artista, que vem envolver os seus conterrâneos, que lhe devem o reconhecimento merecido, pela sua obra vasta e projetada no nosso país. Emerenciano é um Artista de dimensão nacional. Este seu regresso é a nossa homenagem, de todos nós, do Museu de Ovar, e da terra que o viu nascer. (...) Através destas suas pinturas podemos recuperar trajetos perdidos como os pássaros de um bando na floresta ao entardecer, podemos sentir a fluidez do olhar e a robustez dos pensamentos, ainda que possamos ser levados a colocar os dogmas todos em causa (...)."

TEXTO E FOTOS: Fernando Pinto

Lida 572 vezes

Autor

Fernando Pinto

Fernando Manuel Oliveira Pinto nasceu no dia 28 de junho de 1970, em Ovar. Jornalista profissional, fotógrafo e realizador de curtas-metragens de vídeo. Escreve poesia e contos. A pintura é outra das suas paixões. Colaborador do "Ondas da Serra".

Itens relacionados

Sara, a apaixonada por pessoas que também é psicóloga da J. F. de Esmoriz

Sara tem 25 anos e todos a conhecem em Esmoriz, concelho de Ovar. É responsável pelo Gabinete Psicossocial da Junta de Freguesia de Esmoriz desde 2016. As pessoas são a sua maior causa e, enquanto psicóloga, trabalha todos os dias para melhorar a vida dos que procuram o seu apoio.

É tão bonito! Onde fica?

O chão de madeira serpenteia entre a maior zona lagunar do Norte de Portugal com o brilho que só a natureza pode proporcionar. Os passadiços da Barrinha de Esmoriz, no concelho de Ovar, são o passeio idílico para amantes de praia, natureza e emoções. É bonito por tudo o que oferece a quem o visita. Simples e poderoso.

Núcleo de Arte da Oliva: Visita orientada à exposição "Limiar da Vida" com o curador Pedro Lapa

Este sábado, às 15h30, no Núcleo de Arte da Oliva, em S. João da Madeira | Visita orientada pelo curador Pedro Lapa à exposição "Limiar da Vida" | Será também realizado o lançamento do catálogo da exposição

O Núcleo de Arte da Oliva, em S. João da Madeira, promove uma visita orientada pelo curador Pedro Lapa à exposição "Limiar da Vida", a realizar este sábado (24 de fevereiro), às 15h30.