Ovar: O que visitar, passear na Ria e Mar, comer e dormir Companha de Pesca "Jovem" - Arte Xávega - Furadouro - Ovar
sábado, 03 dezembro 2022 00:45

Ovar: O que visitar, passear na Ria e Mar, comer e dormir

Classifique este item
(12 votos)

Neste artigo vamos dar a conhecer aos nossos leitores que pretendem visitar Ovar, as atrações que podem ver, visitar, onde podem comer e dormir. Esta terra vareira tem seis pilares que a caracterizam, Cantar os Reis, Carnaval, Pão de Ló, Azulejo, Procissões Quaresmais e Natureza, onde se integra a Ria de Aveiro, Mar com as suas praias e zona florestal, que está no entanto em risco pelos abates cegos que têm sido realizados e não sabemos se vão ser retomados no futuro, quando a poeira assentar. 

Assuntos em destaque neste artigo - O que fazer em Ovar | O que ver em Ovar | Comer e Dormir

Neste artigo iremos destacar os artigos abaixo referidos, pode clicar neles para ler um resumo dos mesmo ou na totalidade se quiser ficar a conhecer melhor esse assunto:

Caracterização do concelho de Ovar

O concelho de Ovar dispõe de uma excelente localização e ótimas acessibilidades. Localizado no Distrito de Aveiro, ocupa uma posição excêntrica no litoral norte, ficando próxima dos maiores centros urbanos do Norte e Centro de Portugal – Porto e Aveiro.

Este concelho tem uma área total de 160.64 Km2 e integra cinco freguesias: Cortegaça, Esmoriz, Maceda, Válega e União das Freguesias de Ovar, S. João, Arada e São Vicente de Pereira
Substituindo um antigo concelho extinto, Ovar teve carta de foral dada por D. Manuel I, em 10 de fevereiro de 1514. Esta sempre foi uma terra de lavradores, pescadores, comerciantes e artesãos. Ovar conheceu os rumos da industrialização e urbanização a partir dos anos 50 do século passado. O seu desenvolvimento económico não perturbou os hábitos multisseculares, mantendo vivas as tradições do Cantar dos Reis, Procissões Quaresmais, festividades de verão e da grande festa popular do Carnaval.

O concelho de Ovar dispõe de um património natural riquíssimo, que vai desde a floresta, Ria de Aveiro, até às praias. Ovar possui também um importante património arquitetónico e cultural, composto principalmente pelo azulejo e arte sacra e a nível gastronómico do afamado Pão de Ló de Ovar. Tudo isto está aliado à modernidade de uma rede de acessos privilegiada, várias zonas industriais, comércio e serviços, equipamentos desportivos de qualidade e de uma rede de ecopistas e ciclovias com mais de 40 km de extensão. 

Ovar o que visitar - Destaques do Património material e imaterial de Ovar

Esta seleção de artigos onde destacamos algum do riquíssimo património arquitetónico, cultural e natural, que os visitantes podem visitar em Ovar, é feita de acordo com a nossa avaliação. Ovar é um concelho muito rico e iremos fazer novas reportagens, conforme a nossa avaliação e disponibilidade, de forma a enriquecer e completar este trabalho. As reportagens abaixo mencionadas foram todas feitas pelo Ondas da Serra, respeitando os direitos de autor, dando os créditos quando necessário, a outros autores ou sites e fazendo as referências bibliográficas no final. As fotografias e vídeos inseridos são da nossa autoria. O Ondas da Serra, é uma marca registada e protegida legalmente, temos tido conhecimento de práticas desagradáveis e que violam os nossos direitos de autor e que serão defendidas em local próprio.

Destruição da floresta e cortes cegos das matas em Ovar

Destruição da Floresta em Ovar

Um dos maiores problemas que Ovar enfrenta atualmente são os cortes cegos dos pinhais no perímetro norte florestal, com vários argumentos que só convencem quem assim o entender. Estes cortes da floresta são extensos como se pode ver pela imagem e não protegem a biomassa rasteira, onde se destacam as camarinhas, urze e outras ervas fundamentais para as espécies e biodiversidade. Por esta razão aqui fica a exposição do problema de Henrique Araújo do Movimento 2030 que desde o começo partilhou as suas preocupações sobre este problema.

Sugestões para organização das visitas ao concelho de Ovar

Ovar: Em Ovar poderá começar a visita pelo Parque Urbano, estacionado o automóvel nas imediações ou chegando de comboio, já que o mesmo fica próximo da estação da CP. Alí próximo para poente, existem várias saídas que o vão levar pelas Ruas Alexandre Herculano e Dr. José Falcão, onde pode apreciar o azulejo de fachada, que deu fama à cidade.

Na Rua Dr. José Falcão existem vários pontos de venda do Pão de Ló de Ovar, este doce tem denominação de origem, sendo protegido legalmente e quem vier a Ovar e não o provar é como ir a Roma e não ver o Papa . No centro da cidade pode-se visitar o Museu de Ovar, também conhecido como Museu do Traje. Ali próximo poderá visitar também  a Casa Museu Júlio Dinis, onde viveu o escritor ou o Museu de Arte Sacra junto do Mercado Municipal, infelizmente ainda não tivemos oportunidade de fazer reportagem destas últimas duas sugestões.

Se gostar da natureza, vá visitar o Cais da Ribeira, passando pela aldeia com o mesmo nome e caminhar pelo pequeno trilho linear do Rio Cáster.

Caso seja uma quinta-feira ou sábado pela manhã, visite o Mercado Municipal, que principalmente ao sábado, polvilha de agitação, energia e onde se pode comprar todo o tipo de mercadorias.   

Festas na cidade de Ovar: Na primeira semana de janeiro o Cantar os Reis, Carnaval de Ovar e na Páscoa as procissões quaresmais. No Carnaval poderá consultar o site do município de Ovar e agendar uma visita à Aldeia do Carnaval. Na Páscoa aproveite para visitar as sete Capelas dos Passos, que nem sempre estão todas abertas.

Furadouro: A caminho do Furadouro, poderá visitar o Cais do Carregal, onde começa a Ria de Aveiro, Canal de Ovar. Se levar uns binóculos, poderá ver melhor, flamingos, corvos marinhos ou outras aves limícolas. Se continuar pela Rua Daniel Constant, em direção a sul, irá acompanhar a Ria de Aveiro, Canal de Ovar, passar pela aldeia da Marinha e terminar no Cais da Tijosa.

No Furadouro no Verão pode banhar-se nas águas das suas praias e ao almoço provar as lulas grelhadas ou encomendar a caldeirada de peixe. Se o mar o permitir e ainda subsistir a companha de pesca na zona norte, esteja atento porque eles podem ir ao mar e depois vender o peixe na lota, perto do parque de estacionamento norte. Caso tenha levado uma bicicleta no carro ou goste de caminhar, vá fazer o trilho da floresta, que começa perto do Parque de Campismo do Furadouro e segue paralelo à Avenida da NATO.

Válega: Em Válega destacamos o Museu Escolar Oliveira Lopes, onde os mais velhos podem encontrar muitas das suas recordações de meninos e meninas, num museu muito bem planeado, bonito e cheio de antigo material didático. Aqui pode também visitar aquela que é para nós uma das Igrejas mais bonitas de Portugal, Igreja Matriz de Santa Maria de Válega, com os seus painéis de azulejos multicoloridos.

Cortegaça: Depois das visitas acima referidas poderá visitar a parte norte do concelho de Ovar, começando pelo Parque Ambiental do Buçaquinho. Neste local poderá sentar-se na cafetaria, caminhar pela sua floresta, deliciar-se no jardim das plantas aromáticas ou ver as aves dos lagos. No Verão poderá banhar-se na Praia de Cortegaça e ficar alojado no parque de campismo. Aqui pode também visitar aquela que é para nós outra das Igrejas mais bonitas de Portugal, Igreja Santa Marinha de Cortegaça, com os seus painéis de azulejos brancos e azuis.

Esmoriz: Terminamos estas sugestões de visitas em Esmoriz, na Tanoaria JOSEFAR, também conhecida como “Farramenta”, que tem um museu e onde se fazem pipas há muitas décadas. Aqui poderá visitar os passadiços da Barrinha de Esmoriz - Lagoa de Paramos, que tem uma ponte em madeira sobre a mesma, das mais bonitas que já vimos. No Verão poderá banhar-se na Praia de Esmoriz e ficar alojado no parque de campismo.

  
 

Casa antiga com fachada de azulejo em Ovar

Património arquitetónico de Ovar

Ovar Cidade Museu do Azulejo: História e Rua do Azulejo

Ovar é uma pequena cidade pertencente ao distrito de Aveiro, estando implantada no meio dos concelhos de Santa Maria da Feira, Espinho, Oliveira de Azeméis, Murtosa e Estarreja. Uma das suas principais características é ser banhada pelo mar, ria e possuir ainda uma grande mancha florestal. Apesar da crise e das deslocalizações de muitas empresas este concelho conseguiu manter algumas, embora não tenham o peso de outrora. As suas grandes bandeiras em termos turísticos são o Carnaval, o pão de ló e recentemente a sua apresentação como "Ovar cidade museu do azulejo". O desporto rei na cidade é o basquetebol, tendo a equipa vareira já ganho vários títulos nacionais.

 

 

Pormenor de um azulejo de Ovar Cidade Museu do Azulejo

Rua do Azulejo de Ovar - Reportagem fotográfica

Ovar é conhecida pela “Cidade museu dos azulejos”, tendo sido feito um levantamento fotográfico dos azulejos das ruas mais antigas do centro da cidade. Esta arte representa uma parte importante da identidade vareira e a forma como os azulejos conferem à cidade de Ovar uma atmosfera especial, típica e bairrista, em contraste com os edifícios modernos, que podem ser muito funcionais e ter a sua beleza, mas que não representam a alma de um povo.

 

 

7ª Capela do Passo do Calvário - Ovar, visita encenada

Capelas dos Passos: Tesouro religioso no coração da Ovar

As Sete Capelas dos Passos, ficam localizadas no centro de Ovar, tendo sido construídas no século XVIII, com o objetivo de recriar a Via Sacra de Jesus Cristo, para expiar os pecados dos homens. Neste trabalho fizemos uma exaustiva pesquisa para dar a conhecer a sua localização, história, aspetos técnicos, simbologia, representação, descrição, curiosidades e fotos das esculturas e frescos. Este património está classificado como de interesse público, mas tem problemas de conservação, restauro e projeção que vamos enumerar. Nós tivemos o privilégio de rever e redescobrir estas capelas participando num evento organizado pelo município vareiro, através duma visita guiada e encenada denominada “Passo a Passo”, tendo por cicerone, "Zé dos Pregos", interpretado pelo artista Leandro Ribeiro, da Sol d'Alma - Associação de Teatro de Válega.

 

 

Capelas dos Passos de Ovar

As Sete Capelas dos Passos das Procissões Quaresmais de Ovar

As capelas dos Passos de Ovar, consideradas desde 1946 Imóveis de Interesse Público, constituem um conjunto de sete capelas de estilo rococó que datam do século XVIII e que representam um registo arquitetónico e artístico único de Portugal. O percurso, que simboliza a Paixão de Cristo, começa na Igreja Matriz e passa por cinco capelas na zona histórica da cidade, terminando na capela do Calvário.

 

 

Igreja Matriz de Santa Maria de Válega

Igreja Matriz de Santa Maria de Válega, a mais bela do país

A Igreja de Válega, também conhecida por Igreja de Nossa Senhora do Amparo de Válega, a poucos quilómetros de Ovar, é seguramente uma das mais bonitas de Portugal. Este templo é oficialmente conhecido como a Igreja Matriz de Santa Maria de Válega. Esta obra imponente define-se pelos seus ricos painéis de azulejos, exteriores e interiores, onde são retratadas passagens bíblicas da religião católica. A Senhora do Amparo é a padroeira desta vila, e enche-se de vida todos os anos, no dia 15 de agosto, acolhendo muitos emigrantes que regressam a casa, para matarem saudades e participarem na romaria. Neste artigo vamos conhecer os seus zeladores, história, enumeração dos seus painéis e apresentar as suas fotos.

 

 

Igreja Santa Marinha de Cortegaça

Igreja Santa Marinha de Cortegaça com sagrados azulejos

A Igreja Matriz de Santa Marinha de Cortegaça, fica localizada na freguesia com o mesmo nome, destacando-se pelos seus painéis de azulejos azuis e brancos, que cobrem toda a fachada e no interior quadros de igual material que representam cenas bíblicas. No teto foram pintados frescos com figuras dos apóstolos e evangelistas. No coro nasceu um órgão de tubos para celebrar as eucaristias e os dias festivos da liturgia católica. Neste artigo vamos conhecer a sua história, a evolução das obras na zona envolvente, pontos de interesse, o seu pároco há 47 anos, o grupo Pueri Cantores de São Cristóvão de Ovar, que aqui deram um concerto de natal.

 

 

Aldeia do Carnaval de Ovar - Sede da Escola de Samba, Kan Kans

Património cultural de Ovar

Aldeia do Carnaval de Ovar: Visite os seus bastidores

A cidade de Ovar é conhecida pelo seu Carnaval e forma apaixonada como os vareiros o vivem. Um evento com esta magnitude não se faz sem ajuda de centenas de voluntários, que colocam o seu amor, tempo e talento para o corso sair à rua. Nós fomos visitar a Aldeia do Carnaval integrado num programa de visitas guiadas, promovidas pela secção de turismo do município, através de marcação prévia. Estas vistam tem como objetivo dar a conhecer um pouco dos bastidores deste evento, onde os visitantes, acompanhados por um guia, poderão visitar as sedes dos grupos carnavalescos, escolas de sambas e passerelle, onde são preparados todas as fantasias e carros alegóricos, ensaiadas as brincadeiras e coreografias e os seus elementos fazem os convívios e têm os seus bares. Neste local há também um pequeno museu do Carnaval de Ovar...

 

 

Fabrico do Pão de ló de Ovar, colocação da massa nas formas

Pão de ló de Ovar conheça a verdadeira receita secreta

O Pão-de-ló de Ovar é um doce, com uma marca, com certificação de identificação geográfica protegida, produzido na cidade vareira e suas freguesias, do distrito de Aveiro, confecionado à base de gemas de ovo, com um aspeto disforme, que esconde um sabor delicioso, granjeando ao longo do tempo grande fama e sendo atualmente um dos maiores ex-libris da região, sendo muito procurado no Natal, Páscoa, festas de final do ano e pelos turistas que visitam a cidade.

 

 

Pão de Ló de Ovar

Entrevista à Associação de Produtos de Pão de Ló de Ovar

O Pão de Ló de Ovar é um doce regional tradicional deste concelho, caraterizado por ser confecionado com a gema do ovo e o seu aspeto molhado e aparentemente “malcozido”, que acabam por lhe conferir o seu carácter único representativo da identidade vareira. Este artigo foi efetuado de acordo com uma entrevista em vídeo ao Presidente e Vice-Presidente da APPO, Associação dos Produtores de Pão de Ló de Ovar, onde é descrita esta associação, as suas atribuições e objetivos, descrito o doce, história, como se tornou uma marca protegida e exibe as fases de fabricação deste doce.

 

 

Companha de Pesca Jovem - Arte Xávega - Furadouro - Ovar

Arte Xávega da Companha Jovem vai morrendo no Furadouro

A história vareira de Ovar está profundamente enredada na pesca artesanal, onde grossos mares reclamaram tantas vidas. As suas varinas saindo de canastra à cabeça, vergadas pelo jugo do peso, caminhando descalças muitas léguas sem fraquejar ou reclamar, apregoavam com rouca marítima voz, “Sardinha do nosso mar”, pelos cantos recônditos do nosso distrito e arredores, levando o seu vozeirão até à longínqua Régua. As companhas de pesca às centenas, pescando cegamente com Arte Xávega, foram morrendo e hoje neste concelho são menos que os dedos da mão. Um destes dias ainda com noite fechada, arremetemos pelo formoso mar, navegando com os pescadores da “Companha Jovem”, a única sobrevivente da praia do Furadouro. É esta história que vamos contar, as vivências destes robustos pescadores, com as suas glórias e angústias...

 

 

Cantar os Reis em Ovar - Troupe de Reis, Joc-Loc

Cantar os Reis em Ovar - Património Imaterial de Portugal

Realizou-se no passado dia 06 Janeiro 2017, em Ovar, mais uma noite do Cantar os Reis. Nós assistimos à atuação de 11 troupes, que aqueceram a noite gélida com as suas vozes. Estes grupos foram caminhando pela cidade vareira, onde os esperava gente calorosa e respeitadora das tradições. Esta é uma antiga tradição vareira que recebeu em 2020, o título de Património Imaterial de Portugal. Na primeira semana de janeiro, as troupes de reis saem à rua em Ovar, para entoar canções, inspiradas nas tradições católicas, visitando os cafés, restaurantes, organismos públicos e alguns privados e passando pelo Centro de Artes, para saudarem o nascimento de Jesus, a visita dos Reis Magos, as pessoas e o novo ano.

 

 

Cais da Ribeira em Ovar

História do Cais da Ribeira em Ovar e real imposto do vinho

O Cais da Ribeira de Ovar, filho da ria de Aveiro, em tempos antigos foi um fidalgo abastado, ultrapassado pela importância da chegada do vapor do caminho de ferro à estação de Ovar. A sua construção remonta a 1754 e durante muito tempo teve grande importância no transporte de passageiros e trocas comerciais entre Aveiro, Porto, Régua e outras terras do interior. Neste artigo vamos conhecer a sua história e como um imposto foi desviado da Barra de Aveiro para a sua construção e a criação do real imposto do vinho, para custear as suas obras. Era tão grande o movimento que o município teve que ali colocar um polícia, com pomposo título de Cabo do Cais, para pôr ordem na casa e levar os infratores à presença do Juiz de Fora.

 

 

Tanoaria Farramenta - atual JOSAFER - Esmoriz

Tanoaria Farramenta: A arte de fazer pipos em Esmoriz

Fomos de Ovar a Esmoriz pela Estrada Nacional 109. Em vez de virarmos para a Avenida da Praia, perto do edifício da Junta, seguimos mais alguns metros pela Av. 29 de Março, até encontrarmos, do lado esquerdo, o n.º 779. Filipe Octávio Fernandes, que foi o nosso anfitrião, é di­retor de vendas da Tanoaria JOSA­FER, mais conhecida pela designação antiga Tanoaria Farramenta. Esta indústria de fazer pipos tem uma grande tradição e Esmoriz orgulha-se de ser a capital da tanoaria em Portugal.

 

 

Museu Escolar Oliveira Lopes - Válega - Ovar

Aprenda como se ensinava no Museu Escolar Oliveira Lopes

Esta é a história de dois irmãos do Cadaval – Válega que no começo do século XX, resolveram combater a expensas próprias o analfabetismo e mandaram erigir uma escola na sua terra que marcou tantos homens e mulheres e que comprova a importância do saber para elevar o ser humano. Naquele tempo não havia ensino obrigatório e universal, existiam poucas escolas, mestres e os alunos andavam desnutridos, mal vestidos e calçados. “Na sessão camarária de 29 de Janeiro de 1908 foi presente um ofício do subinspector escolar José de Castro Sequeira Vidal comunicando que José de Oliveira Lopes e seu irmão Manuel José de Oliveira Lopes, do lugar do Cadaval, da freguesia de Válega, ofereciam-se para custear todas as despesas com a construção dum edifício para as escolas...” Lamy, A. (1977). Monografia de Ovar - volume 2 (1st ed., p. 376). Ovar [Portugal].

 

 

Museu de Ovar - Museu do Traje de Ovar

Museu de Ovar | Meio século a exibir a história do traje

Localizado no meio do coração da cidade vareira, perto da Câmara Municipal, o Museu de Ovar, também conhecido como o Museu do Traje de Ovar, com meio século de existência, apesar da sua enorme riqueza, vai passando despercebido, assim como a estreita rua onde nasceu. O seu rico espólio é constituído por trajes tradicionais, azulejos, pinturas, esculturas, bonecas e apicultura. O Ondas da Serra esteve à conversa com o seu diretor e duas funcionárias, que nos falaram com carinho da riqueza cultural deste espaço, que merece ser redescoberto pelos vareiros e explorado pelos forasteiros.

 

 

Praia do Furadouro da Baía Sul

Património natural de Ovar

Praia do Furadouro: Rica história, bons banhos e peixe

A Praia do Furadouro fica localizada no concelho de Ovar, distrito de Aveiro, sendo uma das praias mais conhecidas e frequentadas na região. O seu acesso mais importante é feito pela Rotunda do Carregal, onde está ancorado um barco moliceiro e dá acesso à majestosa Avenida do Emigrante, com as suas bonitas palmeiras. Na época alta do Verão o Furadouro enche-se de turistas e banhistas, à procura do seu sol, areias, águas, bom peixe e descanso nos cafés da Avenida Central. Por aqui ainda subsiste com dificuldade uma companha de pesca, que vende o peixe na lota improvisada e pedem mais apoio a quem o prometeu, mas deles se esqueceu.

 

 

Parque Urbano de Ovar - Queda de água no Rio Caster

Parque Urbano de Ovar: Um dos mais bonitos do país

O parque urbano Ovar foi inaugurado em 5 de Janeiro de 2013 pelo, então, presidente da Câmara Municipal Manuel Alves de Oliveira, tendo permitido reabilitar uma zona importante da cidade. Agora, vareiros e forasteiros podem passear pelos seus recantos, brincar, praticar desporto, caminhar, descansar ou ficar pelo café. Ali bem próximo, junto ao parque da Srª da Graça, outra zona foi reabilitada e dá acesso à zona do Casal, onde foi reabilitada uma antiga fábrica de papel para dar lugar à Escola de Artes e Ofícios. As duas zonas têm em comum o facto de partilharem o Rio Cáster e as suas margens comunicarem por bonitas pontes.

 

 

Parque Ambiental do Buçaquinho - Cortegaça - Ovar

Parque Ambiental do Buçaquinho: O amante da Natureza

Descobrir todos os segredos do Parque Ambiental do Buçaquinho em apenas uma visita é praticamente impossível. O espaço lúdico-pedagógico localiza-se entre Esmoriz e Cortegaça, no concelho de Ovar, e é o parque urbano ideal para um retiro. As plantas aromáticas, as seis lagoas, o parque infantil e os trilhos compõem 24 hectares de um manto verde e repleto de vida.

 

 

Parque de Moinhos da Fonte do Estanislau

Fonte do Estanislau foi requalificada e ganhou nova vida

A antiga Fonte do Estanislau, possui grande valor natural e património histórico, ficando localizada entre as freguesias de Arada e Maceda, nas margens da Ribeira do Louredo ou Rio Lourido. Este local foi requalificado e inaugurado em 25 de abril de 2022, pelo Presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro. O rio que ali passa em tempos fez mover vários moinhos de rodízio, tendo um deles sido recuperado. Foram também construídos passadiços, escadas e pontes em madeira, para se poder passear por este parque, onde não faltam mesas e bancos para as pessoas poderem fazer uma pausa, debaixo da frondosa sombra, ao som do marejar das águas e afastar o desejo por comida e bebida. A intervenção foi positiva, mas o espaço em redor e o que parece ser a poluição do rio fazem mácula em Ártemis e sua divina beleza.

 

 

Passadiços da Barrinha de Esmoriz | Lagoa de Paramos

Passadiços da Barrinha de Esmoriz | Lagoa de Paramos

A Barrinha de Esmoriz - Lagoa de Paramos, parecia em tempos condenada ao infortúnio, no entanto, em setembro de 2016, arrancaram os trabalhos de requalificação e em junho de 2017, foram colocados à disposição dos visitantes os novos passadiços, cujo expoente máximo é uma arrojada e bonita ponte ondulante em madeira. Esta rara lagoa costeira de média dimensão, fica situada na fronteira entre os concelhos de Espinho e Ovar e tem boas acessibilidades, seja de bicicleta, carro, ou comboio. Este percurso faz a ligação com a Ecopista do Litoral, que parte de Espinho e Trilho da Floresta, que vai até ao Furadouro - Ovar. A Barrinha fica perto do Parque Ambiental do Buçaquinho em Esmoriz. Este é um local privilegiado para a observação de aves e acesso às praias durante o verão.

 

 

Trilho do Rio Cáster em Ovar

Trilho do Rio Cáster em Ovar até à foz na Ria Aveiro

Se visitar Ovar e gostar de caminhadas vá conhecer o Trilho do Rio Cáster, passeando pelas suas margens em direção à sua foz na Ria de Aveiro. Este curso de água que outrora se encontrava bastante poluído, nasce na freguesia de Sanfins, do concelho de Santa Maria da Feira e atravessa várias freguesias Feirenses e passa bem no centro da cidade vareira, desaguando na Ria de Aveiro, que tem o seu limite norte no Carregal. O percurso pedestre do Rio Cáster começa no Cais da Ribeira de Ovar, passando pelo meio deste rio e da Ria de Aveiro, Canal de Ovar. É grande a sua beleza, fauna e flora, que se supera durante a primavera. Este local tem também muita história e por aqui já passaram rainhas, príncipes e aristocratas.

 

 

Trilho da Floresta - Ovar

Trilho da Floresta pulmão de Ovar perto do mar e dunas

A rede de ciclovias e ecopistas do concelho de Ovar possui cerca de 30 km de extensão e oferece várias paisagens e percursos em ambiente urbano e natural, perto do mar, floresta ou Ria de Aveiro. O Ondas da Serra pedalou pelo trilho da floresta, sempre muito utilizado com especial incidência aos fins-de-semana. Este trilho tem cerca de 15 km de extensão, ficando situado entre Cortegaça e Furadouro. Esta floresta é maioritariamente constituída por pinheiros e as suas sombras oferecem no verão resguardo do sol. Este percurso passa perto das praias de Esmoriz, Cortegaça, São Pedro de Maceda e Furadouro e tem continuação para Norte para a Ecopista do Atlântico e para Sul para a CicloRia. No entanto, esta riqueza está em risco pelos cortes rasos e abates que tem acontecido neste perímetro florestal.

 

 

Restaurantes em Ovar - Onde comer em Ovar

De uma forma geral os melhores pratos dos restaurantes de Ovar são os de peixe, por estarem perto do mar e acumular a tradição e os saberes ancestrais dum povo que antigamente subsistiam da pesca marítima. No Furadouro, além dos pratos de peixe, as lulas grelhadas são muito procuradas pelos forasteiros, assim como as caldeiras de peixe, no entanto este último prato deve ser encomendado com antecedência. Restaurantes de Ovar em destaque:

Restaurante: Moinho Terrace Restaurante Buffet 

Endereço: Av. Dr. Francisco Sá Carneiro 604, 3880-112 Ovar

Telefone: 912 871 796

Restaurante: O Churrascão

Endereço:  Rua Mãe D’Água, n. 23, Rua da Ponte Nova, 3880-726 Ovar

Telefone: 256 573 739

Restaurante: Quinta Frango de Paris 

Endereço: Rua do Carvalho de Baixo 220, 3880-571 Ovar

Telefone: 256 588 161

Restaurante: Oxalá

Endereço: Rua Família Colares Pinto 1695, 3880-163 Ovar

Telefone: 256 591 371

Hotéis em Ovar - Onde dormir em Ovar

Feel at Home Guest House

Endereço: Região Centro PT, R. Dr. João Frederico 9, 3880-202 Ovar
Telefone: 960 285 481

Hotel Meia Lua

Endereço: R. Eng. Adelino Amaro da Costa, 3884-214 Ovar
Telefone: 256 581 060

Aqualeisure Hotels Lda

Endereço: R. Aquilino Ribeiro 1, 3880-151 Ovar
Telefone: 256 575 105

HI Ovar – Pousada de Juventude

Endereço: Avenida Dom Manuel I - EN327, 3880-109 Ovar
Telefone: 256 598 348

Furadouro Boutique Hotel Beach & Spa

Endereço: Av. do Infante Dom Henrique 734, 3880-355 Ovar
Telefone: 256 590 090

Motel Dunas D'Ovar

Endereço: Rua Olho Marinho 2009, Estrada Nacional 109, 3885-100 Ovar
Telefone: 256 785 110

Lida 1790 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é uma marca registada e um Órgão de Comunicação Social periódico inscrito na ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social, com um jornal online. O nosso projeto visa através da publicação das nossas reportagens exclusivas e originais promover a divulgação e defesa do património natural, arquitetónico, pessoas, animais e tradições do distrito de Aveiro e de outras regiões de Portugal. Recorreremos à justiça para defendermos os nossos direitos de autor se detetarmos a utilização do nosso material, texto e fotos sem consentimento e de forma ilegal.     

Itens relacionados

Capelas dos Passos: Tesouro religioso no coração da Ovar

As Sete Capelas dos Passos, ficam localizadas no centro de Ovar, tendo sido construídas no século XVIII, com o objetivo de recriar a Via Sacra de Jesus Cristo, para expiar os pecados dos homens, pelas ruas de Jerusalém, desde o Pretório de Pilatos até ao Calvário. Estes templos possuem uma forte carga simbólica, emocional e religiosa, pelas cenas da paixão de Cristo e Santos Bíblicos representados. Os artistas recriaram estes quadros com frescos e centenas de esculturas que parecem imbuídas de vida, transparecendo dor, emoção, justiça e vingança. No passado estas procissões da quaresma eram feitas com capelas de lona portáteis e santos de palha, tendo sido substituídas por estes templos que foram erigidos com o dinheiro de um curioso imposto da venda de vinho. Neste trabalho fizemos uma exaustiva pesquisa para dar a conhecer a sua localização, história, aspetos técnicos, simbologia, representação, descrição e curiosidades. Em cada uma das capelas fizemos também uma recolha fotográfica de forma a os visitantes saberem de antemão quem são as figuras bíblicas representadas e frescos pintados. Este património está classificado como de interesse público, mas tem problemas de conservação, restauro e projeção que vamos enumerar. Nós tivemos o privilégio de rever e redescobrir estas capelas participando num evento organizado pelo município vareiro, através duma visita guiada e encenada denominada “Passo a Passo”, tendo por cicerone, "Zé dos Pregos", interpretado pelo artista Leandro Ribeiro, da Sol d'Alma - Associação de Teatro de Válega. 

Fonte do Estanislau requalificada com passadiços e moinho

A antiga Fonte do Estanislau, possui grande valor natural e património histórico, ficando localizada entre as freguesias de Arada e Maceda, nas margens da Ribeira do Louredo ou Rio Lourido. Este local foi requalificado e inaugurado em 25 de abril de 2022, pelo Presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro. O rio que ali passa em tempos fez mover vários moinhos de rodízio, tendo um deles sido recuperado. Foram também construídos passadiços, escadas e pontes em madeira, para se poder passear por este parque, onde não faltam mesas e bancos para as pessoas poderem fazer uma pausa, debaixo da frondosa sombra, ao som do marejar das águas e afastar o desejo por comida e bebida. A intervenção foi positiva, mas o espaço em redor e o que parece ser a poluição do rio fazem mácula em Ártemis e sua divina beleza.

Arte Xávega da Companha Jovem vai morrendo no Furadouro

A história vareira de Ovar está profundamente enredada na pesca artesanal, onde grossos mares reclamaram tantas vidas. As suas varinas saindo de canastra à cabeça, vergadas pelo jugo do peso, caminhando descalças muitas léguas sem fraquejar ou reclamar, apregoavam com rouca marítima voz, “Sardinha do nosso mar”, pelos cantos recônditos do nosso distrito e arredores, levando o seu vozeirão até à longínqua Régua. As companhas de pesca às centenas, pescando cegamente com Arte Xávega, foram morrendo e hoje neste concelho são menos que os dedos da mão. Um destes dias ainda com noite fechada, arremetemos pelo formoso mar, navegando com os pescadores da “Companha Jovem”, a única sobrevivente da praia do Furadouro. É esta história que vamos contar, as vivências destes robustos pescadores, com as suas glórias e angústias, últimos representantes duma arte tradicional que merecia mais atenção, para não deixar morrer a nossa memória, porque nem tudo são cantigas ou distribuição anárquica de subsídios.