Trilho da Pombeira revela quedas de água na Serra Montemuro Cascata da Pombeira - PR8 - Trilho da Pombeira - Castro Daire Montanhas Mágicas

Trilho da Pombeira revela quedas de água na Serra Montemuro Destaque

Classifique este item
(1 Vote)

O PR8 - Trilho da Pombeira, é um percurso pedestre de Castro Daire, que tem início junto ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios de Lamelas. O seu trajeto passa por aldeias rurais, onde vagueiam cabras e pastam vacas, calcorreando Lamelas, Vilar, Codeçais e Pombeira. O mesmo destaca-se pela sucessão vertiginosa de quedas de água do Rio Vidoeiro, que nasce na Serra de Montemuro, e que escavou este vale ao longo de milhares de anos.  Esta é uma aventura que exige passar rios por poldras, apreciar cascatas, cavalgar no baloiço do Cavaleiro e acabar enamorado no Coração da Pombeira. Aqui está a nascer o Pombeira Adventure Park, que irá ser um marco turístico em destaque nesta região. Alguns projetos já foram ou estão em fase final de conclusão, como a maior Via Ferrata de Portugal, com três assustadoras pontes Himalaias, construída aproveitando as abruptas encostas graníticas, um radical miradouro da Pombeira e um Trilho da Aventura.

Pode ler esta reportagem na totalidade ou clicar no título abaixo inserido para um assunto específico:

  1. Percurso Pedestre PR8 - Trilho da Pombeira - Castro Daire
  2. Pontos de interesse naturais em destaques no PR8 - Trilho da Pombeira
  3. Pontos de interesse arquitetónicos em destaques do PR8 - Trilho da Pombeira
  4. Pombeira Adventure Park - Castro Daire
  5. Via Ferrata de Castro Daire
  6. Cuidados, normas de conduta e conselhos
  7. Fazer, comer, dormir e alertar em Castro Daire
  8. Avaliação do PR8 - Trilho da Pombeira
  9. Galeria de fotos do PR8 - Trilho da Pombeira

Percurso Pedestres PR8 - Trilho da Pombeira - Castro Daire

Percurso Pedestres PR8 - Trilho da Pombeira - Castro Daire

Crédito da imagem: Montanhas Mágicas

Descrição do PR8 - Trilho da Pombeira

"Este percurso inicia-se junto à Igreja da N. Sr.ª dos Remédios em Lamelas, templo majestoso que merece uma visita. Seguem-se as marcações percorrendo o núcleo rural da aldeia até ao alto da Portela.

A serra do Montemuro surge com paisagens deslumbrantes até que se encontram as “Poldras do Meio” do Rio Vidoeiro. Rio de raras belezas naturais, quer pelos seus recantos, quedas de água, moinhos e afamadas trutas.

Continua-se por caminhos rurais e campos verdejantes até ao lugar de Codeçais, onde também se pode observar animais de raça “Arouquesa”. Esta aldeia possui um traço arquitetónico característico de montanha, com 800 m de altitude.

Vale da Pombeira - Castro Daire

A partir daqui, a importância recai sobre o Rio Pombeiro que, a montante e a jusante do lugar da Pombeira, tem a designação de Rio Vidoeiro.

Este rio é frequentemente palco de atividades radicais, tais como, o canyoning. Mas a história mais comum, para estas paragens, é o aproveitamento destas águas pela população local, que durante anos, criaram engenhos que permitiam a moagem dos diversos cereais.

O lugar da Pombeira é sem dúvida um pequeno e mágico recanto, cheio de encantos e histórias de moleiros para contar. Pode-se admirar os vários moinhos existentes e a impressionante cascata da Pombeira. Aqui também se localiza um geossítio, em cima de um dos grandes blocos graníticos, onde se encontram pequenas geoformas provocadas pela erosão fluvial, como marmitas de gigante.

Ao sair deste recanto e para terminar esta caminhada, destaca-se cada vez mais a paisagem, com o Rio Pombeiro a seguir os passos de quem o visitou e a deixar aproveitar estes momentos inesquecíveis."

Cascata e Lugar do Pombeiro

Não encontramos a derivação para a Cascata e Lugar do Pombeiro

"Inicia-se junto ao Santuário da Nossa Senhora dos Remédios. Após a passagem pelo canastro, um amplo horizonte abre-se perante o olhar atento do gado que pasta nas encostas adjacentes. À tela, salpicada por tons policromáticos, funde-se o ressoar dos chocalhos ou da cascata da Pombeira, que corre na cicatriz fendida na Serra de Montemuro. O avanço pelo trilho, em direção à cumeada, revela um vasto manto de giestas. O caminho empedrado, construído com bitola de carro de bois, desemboca na ponte sobre o rio Vidoeiro, que permite acesso à aldeia de Vilar.

Vale do Pombeira - Castro Daire

Na descida, após o casario, junto às levadas, verdadeiros gigantes verdes guardam a passagem. De regresso ao contacto próximo com o rio, as poldras concedem acesso até à barragem. Vencido parte do desnível, uma pequena derivação permite acesso a um local mágico, resultado da obra do Homem, construída em harmonia com o suporte físico.

Os moinhos de rodízio e cascata da Pombeira, entalhados na dureza dos granitos, constituem um postal único. Na etapa final, um castanheiro secular guarda o acesso aos campos de cultivo, atravessados por inúmeras levadas. Seguindo o novelo de ruas que ligam os vários acessos da aldeia, a viagem retorna ao ponto de partida."9

Localização do PR8 - Trilho da Pombeira

Igreja da N. Sr.ª dos Remédios em Lamelas - Lamelas - Castro Daire

Este percurso inicia-se junto à Igreja da N. Sr.ª dos Remédios em Lamelas, "que é uma das aldeias pertencentes à freguesia de Castro Daire, do concelho de Castro Daire. Esta aldeia tem como orago a Nossa Sr.ª dos Remédios em que as festas da Nossa Sra. dos Remédios de Lamelas tem como data no fim de semana próximo ao dia 8 de setembro."2

Início: Igreja Paroquial de Lamelas - Lamelas, GPS: 40°55'1.693"N: 7°56'27.492"W

Mapa do PR8 - Trilho da Pombeira

Mapa do PR8 - Trilho da Pombeira - Lamelas - Castro Daire

Créditos da imagem: Município de Castro Daire

Ficha técnica do PR8 - Trilho da Pombeira10

  1. Início/Fim: Igreja da N. Sr.ª dos Remédios em Lamelas - Castro Daire, também conhecida por Igreja Paroquial de Lamelas, GPS: 40°55'1.693"N: 7°56'27.492"W
  2. Âmbito: Elevado interesse paisagístico, cultural, geológico e ambiental;
  3. Destaque do trilho: Ponto fulcral deste itinerário o lugar da Pombeira;
  4. Tipo de percurso: Percurso pedestre circular de pequena rota. O percurso pode ser feito em ambos os sentidos;
  5. Extensão: 10,2km;
  6. Nível de dificuldade: O grau de dificuldade é representado segundo 4 itens diferentes, sendo cada um deles avaliado numa escala de 1 a 5 (do mais fácil ao mais difícil);
    • Nível de dificuldade: Moderado;
    • Adversidade do meio: 2;
    • Orientação: 2;
    • Tipo de piso: 3;
    • Esforço físico: 3;
  7. Duração: 4h00;
  8. Sinalética: Sinalética homologada pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal;
  9. Avaliação da sinalética: A sinalética poderia estar melhor implementada, porque não vimos nenhum sinal a indicar o desvio para a Cascata e Aldeia da Pombeira;
  10. Coordenadas: Coordenadas Geográficas (Sistema de Referência: WGS84)
    • Latitude 40º 55' 1,168''N
    • Longitude 7º 56' 28,333''O
  11. Desnível Acumulado: +408 m;
  12. Destaques do património natural:
    • Rio Vidoeiro ou Rio Pombeiro, como é também conhecido;
    • Alto da Portela, vista para o Vale e Cascata da Pombeira;
    • Cascata da Pombeira;
    • Quedas de Água da Pombeira: Desnível com mais de 100 metros; "O Rio Vidoeiro, a que também chamam de Rio Pombeiro, nasce na aldeia do Mezio, em plena Serra de Montemuro. Perto da aldeia de Lamelas, este curso de água forma um desnível com mais de 100 metros, originando as chamadas “Quedas de Água da Pombeira"11
    • Geossítio, marmitas de gigante no lugar de Pombeira;
  13. Destaques do património arquitetónico:
    • Moinhos da Pombeira;
    • Igreja da N. Sr.ª dos Remédios em Lamelas;
      • Em Lamelas de Cá a festa de Nossa Senhora dos Remédios acontece no segundo domingo de setembro;
    • Capela de Santa Bárbara - Vilar;
    • Barragem de Codeçais da Ermida - Castro Daire
    • Poldras do Meio do Rio Vidoeiro;
  14. Aldeias em destaque:
    • Aldeia de Lameças;
    • Aldeia de Vilar;
    • Condeçais, um pouco fora do trilho e perto da barragem do rio Vidoeiro;
    • Lugar de Pombeira;
  15. Miradouro:
    • Miradouro da Pombeiro
    • Baloiço do Cavaleiro - Lamelas, um pouco fora do trilho e perto do Miradouro do Pombeiro. Quando visitamos esta aldeia o mesmo estava mal sinalizado. O mesmo tem acesso pela Estrada da Barragem, em Lamelas, ficando perto do Alto da Portela, onde existe o Parque de Merendas com vista para a Cascata do Pombeiro;
    • Coração da Pombeira - Lamelas, junto ao Baloiço do Cavaleiro;
  16. Pombeira Adventure Park: Em execução, contemplando a construção:
    • Miradouro da Pombeira: Miradouro suspenso numa plataforma com 12 metros, onde 9 deles serão suspensos sob a falésia e a cascata da Pombeira, criando a sensação ao visitante/turista de estar a flutuar sob o parque. Em fase final de construção.
    • Centro de Atividades Outdoor do Município de Castro Daire;
    • Canyoning pelo Vale do Rio Vidoeiro;
    • Via Ferrata com três pontes Himalaias, (Já concluída, mas fechado ao público em 2023-12-28);
    • Trilho de Aventura com cerca de 5 km (PR), circular, com início e fim no Miradouro;
    • Nova ligação ao PR8: Ligação ao Percurso Pedestre já existente (PR8 - Trilho da Pombeira) que permitirá a ligação aos moinhos e à cascata da Pombeira, num ramal de ida e volta, perfazendo a extensão total de 6,2 km

Rio Vidoeiro em Vilar

Rio Vidoeiro em Vilar - Castro Daire

Depois de descermos uma encosta, cheia de água e lama resultante da chuva que tinha caído nos dias anteriores, surgiu uma ponte que dá acesso à Rua de São José, em paralelo, na aldeia de Vilar. Por baixo passa o Rio Vidoeiro e um açude.

Sílvio Dias, no PR 8, Trilho da Pombeira, junto ao Rio Vidoeiro em Vilar, Castro Daire

Nós descemos por um acesso lateral e vencendo o açude por uma pequena passagem, uns metros à frente, fomos para junto das águas. O lugar é muito bonito e foi por nós escolhido para almoçar e regalarmos as vistas com toda a beleza, de verdes e azuis celestes.

Rebanho de ovelhas bordaleiras na aldeia de Vilar

Rebanho de ovelhas bordaleiras na aldeia de Vilar - Castro Daire

Depois de passarmos a ponte sobre o Rio Vidoeiro, começamos a subir uma encosta em paralelos, pela Rua de São José, direção à aldeia de Vilar. Na entrada desta terra fica localizada na antiga Escola Primária a ACDR-Vilar, Associação Cultural, Desportiva e Recreativa do Vilar.

Esta antiga escola foi construída em 1968, pela D.G.E.M.N, do  MNE, Ministério das Obras Pública. "A D.G.E.M.N, Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais era o Serviço Central do Ministério do Equipamento, do Planeamento e da Administração do Território do governo de Portugal, com as atribuições de salvaguarda e valorização de património arquitetónico e de instalação de serviços públicos."16

Rebanho de ovelhas bordaleiras na aldeia de Vilar - Castro Daire

Foi aqui que o caminho foi tomado por um grande rebanho de ovelhas brancas e pretas, da raça bordaleira. Vários cães guardavam e mantinham em ordem estes animais, tendo um subido para o muro da escola para melhor exercer o seu ofício.

Cão pastor, a guardar rebanho de ovelhas bordaleiras na aldeia de Vilar - Castro Daire

Pelo percurso ainda passamos junto ao lavadouro, sede dos Compadres de Vilar e Capela de Santa Bárbara, sob o olhar atento de um cão que desconfiava de nós por sermos forasteiros e não quis a nossa amizade.

Rebanho de cabras e nascimento de cabrinha em Lamelas

Cabra pariu um cabritinho - Lamelas - Castro Daire

Quando estávamos a regressar a Lamelas, encontramos um pequeno rebanho de cabras a pastar na encosta. Alguns dos animais estavam amarrados por cordas e outros andavam em liberdade. Uma delas assustou-se com a nossa presença e como não estava firmemente presa conseguiu desenvencilhar-se e fugir pela encosta acima.

Rosa Rodrigues, do Ondas da Serra, com um cabritinho acabado de nascer, em Lamelas - Castro Daire

Quando olhamos com mais atenção para uma cabra, que continuou amarrada, vimos que tinha acabado de dar à luz uma cria. A mesma ainda lambia o seu filhote e tinha restos da placenta. A pequena ainda mal conseguia se pôr em pé e encontrar a teta da mãe para se alimentar. Foi bonito e marcou de forma positiva este percurso pedestre.

Procura-se este bode para assumir paternidade

Um bode muito bem apresentado, com um penteado com franja, de cor prateada, com ar dos países nórdicos, apareceu no local para averiguar o que se passava e vendo que a situação o responsabilizava, apanhou tamanho susto que fugiu do local a correr pelo monte acima e ficou a observar ao longe desconfiado, com um ar de que não tinha nada haver com aquilo, o malandro.

Bode em Lamelas - Castro Daire

Pontos de interesse do PR8 - Trilho da Pombeira

  • Aldeia de Lamelas;
  • Igreja da N. Sr.ª dos Remédios em Lamelas ou Igreja Matriz de Lamelas;
  • Parque de Merendas do Alto da Portela;
  • Aldeia de Vilar;
  • Capela de Santa Bárbara;
  • Pequeno desvio do PR8 - Trilho da Pombeira: Aldeia de Condeçais, perto da Barragem;
  • Barragem de Codeçais da Ermida - Castro Daire (perto da aldeia de Codeçais);
  • Derivação do PR8 - Trilho da Pombeira, mal assinalada;
    • Cascata da Pombeira;
    • Moinhos da Pombeira;
  • Miradouro (perto da aldeia de Lamelas). Em fase final de construção;
  • Fora do Trilho na Aldeia de Lamelas:
    • Baloiço do Cavaleiro;
    • Coração da Pombeira;

Pontos de interesse naturais em destaques no PR8 - Trilho da Pombeira

Linha M - Montemuro - Rota da Água e da Pedra

A Linha M - Montemuro faz parte da Rota da Água e da Pedra e das Montanhas Mágicas. "A Rota da Água e da Pedra® (RAP) é uma rota que se diferencia por valorizar elementos do património natural e cultural ligados à água e à pedra. Cascatas, rios, gravuras pré-históricas, turfeiras, antigas minas, dolmens, fragas, fósseis, fMontemuro, faz penómenos geológicos, vales e livrarias quartzíticas são alguns dos motivos para descobrir num território de paisagens deslumbrantes, com vales e serras talhados por milhões de anos de erosão.

Homem e natureza operaram em harmonia por estas paragens, com as aldeias, socalcos e levadas a moldarem a paisagem, transformando esta região numa das mais belas de Portugal, com uma biodiversidade excecional refletida na extensa área de rede natura que aqui foi designada pela Europa."11

  • M1 - Senhora do Castelo;
  • M2 - Carreira de Moinhos de Alvarenga;
  • M3 - Minas da Fraga da Venda;
  • M4 - São Pedro do Campo;
  • M5 - Minas de Moimenta;
  • M6 - Cascata da Tojosa;
  • M7 - Portas do Montemuro;
  • M8 - Pedra Furada de Faifa;
  • M9 - Pico do Talegre;
  • M10 - Gralheira;
  • M11 - Planalto do Balsemão;
  • M12 - Mata do Bugalhão;
  • M13 - Cascata da Pombeira;
  • M14 - Moura Morta;
  • M15 - Vale da Varosa;

Linha M - Montemuro - Montanhas Mágicas

"A descoberta das Montanhas Mágicas® é feita através de uma espécie de linha de metro, com paragens constituídas por locais a visitar, na imensidão das serranias compreendidas entre o Douro e o Vouga.

As linhas são os elementos naturais que aqui imperam, alternando entre rios e serras. De sul para norte, as linhas do Vouga (V), Arestal (T), Arada (A), Freita (F), Caima (C), Paiva (P), Montemuro (M), Bestança (B) e Douro (D) sucedem-se, constituindo na totalidade 114 pontos de visitação obrigatória, alguns mesmo à beira da estrada, outros de acesso um pouco mais complicado, mas todos a merecerem uma visita aturada.

Em Castro Daire, a linha do Montemuro é constituída por nove painéis em locais de grande interesse turístico e ambiental. Pode-se encontrar nesta linha, um painel nas Minas de Moimenta, na Cascata da Tojosa, nas Portas do Montemuro, na Pedra Furada, no Planalto do Balsemão, na Mata do Bugalhão, na Cascata da Pombeira, em Moura Morta e no Vale do Varosa.

Na linha do Paiva existem nove painéis também em locais de interesse turístico e ambiental, podendo-se encontrar na linha do Paiva, um painel dos Icnofósseis de Pereiró, em Foz Cabril, no Penedo da Saudade, nas Ruínas da Ponte de Cabaços, na Ermida do Paiva, nas Termas do Carvalhal, na Praia fluvial de Folgosa, na Inscrição romana do penedo de Lamas e na Pedra dos Pratos."11

Pelos caminhos do granito

"A imponência das Serras do Montemuro e São Macário, símbolos indeléveis na paisagem, marca uma jornada épica. Os vestígios da herança cultural visitados pelo percurso foram sendo absorvidos pela natureza que, a cada ciclo, vai reconquistando aquilo que, em tempos idos, o trabalho árduo de várias gerações lhe subtraiu.

É possível admirar vastas redes de levadas que, paralelas aos cursos ribeirinhos, encaminham água para alimentar lameiros e moinhos; mosaicos destinados à pastorícia, delimitados por muros de pedra seca; ou outras obras de engenharia popular.

Mas, é na comunhão entre o património construído e a natureza que se atinge o pináculo do admirável: da grandiosidade imposta pelo arvoredo monumental, às singularidades impressas pela geotectónica sob as quais precipitam majestosas quedas-de-água, ou pela magnificência da fauna e flora que habitam sobre o enorme manto rochoso."9

Rio Vidoeiro - Quedas de Água da Pombeira - Castro Daire

Rio Vidoeiro - Castro Daire

"O Rio Vidoeiro, a que também chamam de Rio Pombeiro, nasce na aldeia do Mezio, em plena Serra de Montemuro. Perto da aldeia de Lamelas, este curso de água forma um desnível com mais de 100 metros, originando as chamadas “Quedas de Água da Pombeira”. Deságua na margem direita do Rio Paiva, junto à Ponte da Ermida, no concelho de Castro Daire. Ao longo deste rio existem 22 moinhos."11

Cascata da Pombeira - Castro Daire

Cascata da Pombeira

Créditos da foto:11 - Projeto "Viver o Rio Paiva

"A cascata da Pombeira representa uma sucessão de quedas de água sobre o maciço granítico do Montemuro. Estas iniciaram a sua formação no período do Plistocénico, há cerca de 2 milhões de anos, através de um sistema de fraturação ortogonal do granito que, ao ficar fragilizado, permitiu ao rio Pombeiro esculpir assim a paisagem.

Aqui podemos observar impressionantes geoformas criadas por esta erosão, como as marmitas de gigante. Confundindo-se nesta paisagem podemos também encontrar alguns moinhos, testemunho de séculos de atividade humana neste local.

Estes afloramentos graníticos são também importantes refúgios da biodiversidade, destacando-se a presença de plantas endémicas, como o pólio-das-rochas e a margarida-das-rochas."4

"No interior da Serra do Montemuro, integrada na primeira fase da lista nacional de sítios da Rede Natura 2000, abrigo para inúmeras de espécies de fauna e flora de elevado valor ecológico, a cascata da Pombeira é um dos seus ex-libris. A sucessão de quedas de água do rio Pombeiro (Vidoeiro), por entre blocos rochosos de grandes dimensões e marmitas de gigante, no interior do maciço granítico, alimentam engenhosos sistemas de condução de água para moinhos de rodízio."9

Fauna em destaque no PR8 - Trilho da Pombeira

  • Pólio-das-rochas;
  • Margarida-das-rochas;
  • Tartaranhão-azulado;

Pontos de interesse arquitetónicos em destaques do PR8 - Trilho da Pombeira

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Lamelas - Castro Daire

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Lamelas - Castro Daire

Nós visitamos a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Lamelas - Castro Daire, pela manhã, de um sábado, dia 2023-12-23. O local de culto andava num reboliço com senhoras a fazer limpezas e a colocar novas flores. Este templo destaca-se pelos seus vitrais coloridos com representação de quadros religiosos, com cenas da Paixão de Cristo.

Descrição oficial da Igreja de Nª Srª dos Remédios de Lamelas

"Quando falamos na Senhora dos Remédios o pensamento vai para Lamego, contudo espalhados pelo nosso país há muitos mais santuários dedicados à Senhora dos Remédios, até na diocese de Lamego como acontece no lugar de Lamelas de Cá, freguesia do concelho de Castro Daire, distrito de Viseu.

Altar da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Lamelas - Castro Daire

Um pobre trabalhador, José Lopes, estava na eminência de lhe amputarem uma perna e prometeu a Nossa Senhora dos Remédios que se fosse curado mandaria celebrar uma missa todos os sábados na capela do lugar. A doença foi curada e a primeira missa foi celebrada no dia 30 de janeiro de 1858. De seguida veio a ideia de construir um templo novo e de haver missa diária. O povo colaborou e a nova igreja foi benzida em 1878.

Em Lamelas de Cá a festa de Nossa Senhora dos Remédios acontece no segundo domingo de setembro. Neste Santuário há outras imagens de Nossa Senhora, entre elas Nossa Senhora de Lourdes e Imaculado Coração de Maria."5

Relato original do milagre da Nª Srª dos Remédios de Lamelas

"Nª Sª DOS REMÉDIOS DA DIVINA PROVIDENCIA LAMELAS - CASTRO DAIRE

Conta-nos um Pinho Leal, no seu «Portugal Antigo e Moderno», que José Lopes, «um pobre jornaleiro, tendo recebido uma contusão em uma perna, agravou-se-lhe a ponto d'aterrado de ouvir sentença de amputação». Fez, então, voto a Nossa Senhora; se sarasse, de mandar dizer todos os sábados uma Missa, mendigando para isso esmolas. «Oito dias depois já andava sem encosto.

Colocou-se a imagem da Senhora na capela pública de Lamelas, e celebrou-se-lhe uma esplendida festa>>. Lembrou-se, então, de edificar um templo. A primeira Missa fora celebrada a 30 de Janeiro de 1858. Teve o jornaleiro novos a Missa seria infortúnios e ampliou a promessa á SS.ma Virgem diária. «Não tardou a retomar o sacco, e os fiéis o habilitaram a cumprir o voto»."12

Descrição da Igreja por um Padre em 1955

Pulpito da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Lamelas - Castro Daire

"Padre Anselmo Fernandes Freitas, publica em 1955, na «<Revista Catequística». Para que tenha a divulgação merecida eu o arranco da velha Revista e aqui o deixo «digitalizado»> na íntegra:

<<Em Lamelas tem Nossa Senhora um templo grandioso. É uma quase igreja sob o título de Nossa Senhora dos Remédios, podendo ser uma paroquial pelo seu tamanho. Tem nove altares convenientemente preparados e limpos que as mãos ordenadas e delicadas do Sr. Padre Tavares, capelão desse Santuário, carinhosamente tratam.

O culto é exercido com toda a pompa litúrgica chamando a ele crentes de toda a região. As Quarenta Horas de Lamelas têm nessa terra um sabor especial. Pelo seu púlpito têm passado os melhores oradores sagrados do país. É a sede de uma associação Mariana de que fazem parte filiados até mesmo de fora do concelho, á qual o Sr. Padre Tavares empresta o melhor dos seus esforços. Tem a capela dois torreões com sinos de relógio. Anexo á capela e fazendo parte da sua mole tem dependências que seriam na sua instituição primitiva instalações para educação de crianças ou mesmo um orfanato."12

Ficha Técnica da Igreja da Nossa Senhora dos Remédios de Lamelas

Azulejos com cenas da Paixão de Jesus Cristo, na Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Lamelas - Castro Daire

  • Culto à Nª Srª dos Remédios de Lamelas;
  • Capela dois torreões com sinos de relógio;
  • Púlpito;
  • Nove altares;
  • Vitrais coloridos com representação de quadros religiosos, com cenas da Paixão de Cristo;
  • "Anexo à capela e fazendo parte da sua mole tem dependências que seriam na sua instituição primitiva instalações para educação de crianças ou mesmo um orfanato."12

Parque de Merendas com vista para a Cascata da Pombeira

Parque de Merendas com vista sobre Cascata da Pombeira

 

O Parque de Merendas com vista sobre a Cascata da Pombeira, fica localizado no Alto da Portela, em Lamelas, no começo do trilho. Aqui perto na Rua da Estrada da Barragem, fica o acesso para o Baloiço do Cavaleiro e Coração da Pombeira.

Capela de Santa Bárbara - Vilar

Capela de Santa Barbara - Vilar - Castro Daire

A Capela de Santa Bárbara - Vilar, é um pequeno e humilde templo. Nós paramos para estudarmos as suas linhas e durante esse trajeto fomos acompanhados por um cão, que por sermos forasteiros se mostrou desconfiado.

Barragem de Codeçais da Ermida - Castro Daire

No distrito de Viseu existem atualmente 63 centrais elétricas, sendo uma delas a Barragem de Codeçais da Ermida, em Codeçais - Castro Daire.

Barragem de Codeçais da Ermida, em Codeçais - Castro Daire

Nós quando passamos junto a esta estrutura, a mesma tinha uma porta aberta e como não havia nenhum aviso a impedir andamos a passear no passeio do topo superior. Desta forma podemos ver a sua albufeira em toda a extensão. Pontualmente um motor era acionado para fazer a limpeza do lixo que o Rio Vidoeiro trazia, sendo na sua maioria composto por restos de vegetação.

"A Central hídrica da Barragem de Codeçais da Ermida é uma "central de fio-de-água alimentada pelo rio Pombeiro e que pertence à empresa Hidrocentrais Reunidas Lda. Iniciou a sua produção em 1993 e conta com 8,4 MW de potência instalada.

Albufeira da Barragem de Codeçais da Ermida, em Codeçais - Castro Daire

Situa-se no lugar de Codeçais, freguesia de Ermida, concelho de Castro Daire."14

Poldras do Meio do Rio Vidoeiro

Rosa Rodrigues, do Ondas da Serras, a passar as Poldras do Meio do Rio Vidoeiro

"Poldra ou alpondra é cada uma das pedras de uma pequena ponte destinada a peões sobre o leito de um riacho ou ribeiro"15

As Poldras do Meio do Rio Vidoeiro ficam localizadas neste curso de água, perto da Aldeia de Vilar e Estrada Nacional 321. É uma das mais bonitas e melhores preservadas que já tivemos a felicidade de passar. As pessoas com passadas mais pequenas em alguns locais vão ter que se concentrar e preparar para não irem a banhos, em virtude delas estarem um pouco espaçadas em demasia. No entanto é sempre uma grande aventura encontrarmos poldras para alcançar a outra margem do rio. 

Baloiço do Cavaleiro e Coração da Pombeira

Baloiço do Cavaleiro - Lamelas - Castro Daire

"Em Castro Daire, na Aldeia de Lamelas, nasceu mais um baloiço panorâmico, o Baloiço do Cavaleiro. No alto do monte, no Penedo do Cavaleiro nasce um enorme cavalo de madeira, fazendo as delícias de quem por lá passa.

Reza a lenda que um cavaleiro lusitano se apaixona por uma linda moura e com ela fugiu, sendo perseguidos por uma legião de mouros. Ali se protegeu e juntou alguns penedos para que os pudesse arremessar contra os mouros quando ali passassem. Adormeceram sem que fossem descobertos e os penedos ali se mantiveram, dando nome ao local."8

O Baloiço do Cavaleiro, fica situado fora deste percurso pedestre, mas depois de o terminar, ou ainda durante o caminho, não deixe de o ir visitar pela sua riqueza paisagística e histórica. O mesmo está no entanto mal sinalizado e no local não há nenhuma placa de informação. Nós seguimos as pessoas que vimos subir uma encosta, por umas escadarias em terra e com ajuda de corda. O mesmo fica situado na Aldeia de Lamelas, perto do Alto da Portela, sendo acessível pela Rua da Estrada da Barragem, que liga Lamelas a Codeçais. 

O mesmo tem uma vista soberba sobre a Aldeia de Lamelas, serras em redor, vale por onde corre o Rio Vidoeiro e sucessão de quedas de água da Pombeira, com um desnível de cerca de 100 metros.

Coração da Pombeira - Lamelas - Castro Daire

O Coração da Pombeira, fica situado perto do baloiço do Cavaleiro, um pouco abaixo na encosta. Este é o local dos casais apaixonados e pessoas que por não saberem cavalgar apenas querem tirar fotos e apreciar a paisagem. 

Pombeira Adventure Park - Castro Daire

Objetivos do Pombeira Adventure Park

No dia 27 de fevereiro 2021, o Município de Castro Daire apresentou o Pombeira Adventure Park, com os seguintes objetivos:

"Esta aposta num parque aventura, no lugar da Pombeira (ponto de interesse da Rota da Água e da Pedra), tem como objetivo principal a atração turística ao território através da valorização dos recursos endógenos, em especial dos recursos naturais associados à Rede Natura 2000, Rio Paiva e Serra do Montemuro.

Este parque foi concebido para alcançar os diversos segmentos da população, desde a vertente do mero lazer como a vertente dos aficionados pelas atividades mais radicais.

Pombeira Adventure Park, será também o Centro de Atividades Outdoor do Município de Castro Daire e contará com um espaço de apoio/receção com parque de estacionamento associado, que irá funcionar como a porta de entrada para as múltiplas rotas disponíveis no concelho para a prática de desportos e turismo de natureza."13

Previsão para a inauguração do Pombeira Adventure Park

Segundo informações que recolhemos junto do Gabinete de Turismo de Castro Daire, o projeto está quase pronto e será inaugurado em janeiro de 2024. Depois da conclusão do Miradouro da Pombeira, será iniciado o projeto do Trilho da Aventura, que começa junto do mesmo e terá ligação ao PR8 - Trilho da Pombeira.

Novo Miradouro da Pombeira

Novo Miradouro da Pombeira - Pombeira Adventure Park - Castro Daire

Créditos da Foto: Pombeira Adventure Park

"Um dos ex-libris deste parque será o Miradouro da Pombeira, consubstanciando-se num ponto de atração turística de excelência. Será instalado num ponto estratégico e dele será possível observar o parque em toda a sua dimensão e esplendor, bem como todo o enquadramento natural de toda a envolvente a perder de vista.

Novo Miradouro da Pombeira - Pombeira Adventure Park - Castro Daire

Créditos da Foto: Pombeira Adventure Park

Será um miradouro suspenso numa plataforma com 12 metros, onde 9 deles serão suspensos sob a falésia e a cascata da Pombeira, criando a sensação ao visitante/turista de estar a flutuar sob o parque."13

Contrução do novo Miradouro da Pombeira - Pombeira Adventure Park - Castro Daire

Nós já estivemos junto deste novo Miradouro que está na fase final da sua construção e podemos dizer que efetivamente irá oferecer uma experiência mais radical para aqueles que quiserem ver a paisagem sublime.

Canyoning pelo Rio Vidoeiro 

"Pombeira Adventure Park irá disponibilizar um conjunto de equipamentos que irão possibilitar aos visitantes uma série de atividades de exploração da Pombeira no seu todo, com particular destaque para o canyoning e a via ferrata. O canyoning, sendo já uma referência deste local, permitirá a descida do leito do Rio a partir da zona do Miradouro."13

Via Ferrata com três pontes Himalaias

Ponte Himalia, Via Ferreta, Pombeira Adventure Park, Castro Daire

"Em sentido inverso, a subida até à zona do Miradouro será efetuada através da Via Ferrata que será construída e que acompanhará o curso do Rio, subindo e descendo as paredes rochosas, alternando entre a margem direita e esquerda, que serão ligadas por 3 pontes Himalaias e que possibilitarão, também, a vista panorâmica das magníficas lagoas deste local."13

Trilho da Aventura

"Para os menos radicais, o Pombeira Adventure Park contemplará também um Trilho de Aventura com cerca de 5 km (PR), circular, com início e fim no Miradouro, que possibilitará a apreciação do espetacular Vale do Rio Vidoeiro através da caminhada, ou numa perspetiva competitiva, para o treino de Trail Running.

Contará, ainda, com a ligação ao Percurso Pedestre já existente (PR8 - Trilho da Pombeira) que permitirá a ligação aos moinhos e à cascata da Pombeira, num ramal de ida e volta, perfazendo a extensão total de 6,2 km."13  

Via Ferrata de Castro Daire

Via Ferrata de Castro Daire descrição

"Via ferrata – é um itinerário preparado em paredes rochosas, com cabos de aço e pontes suspensas. Portanto, para fazer estes percursos, é necessário um equipamento apropriado. Este kit é composto por colete, capacete e cordão de ferrata."6

Vias Ferratas de Portugal

  • Via ferrata da Serra das Talhadas;
  • Via ferrata barragem Santa Luzia;
  • Via ferrata Castelo de Vide;
  • Via ferrata Póvoa de Lanhoso;
  • Via ferrata Muradal;
  • Via ferrata Teto do Mundo;
  • Via ferrata da Pombeira Adventure Park - Castro Daire - Fechada ao público;

Via Ferrata da Pombeira

A Via Ferrata da Pombeira, faz parte do Pombeira Adventure Park, que ainda não conclui todos os projetos. "A via ferrata mais completa de Portugal, com muita variedade ao longo do percurso do rio. Subida do rio até ao miradouro, tem cerca de 6km de extensão, 3 pontes Himalaias."7

Ficha técnica da Via Ferrata da Pombeira

  • Descrição da via ferrata: A via ferrata mais completa de Portugal, com muita variedade ao longo do percurso do rio;
  • Via ferrata Adventure Park: Subida do rio até ao miradouro, tem cerca de 6km de extensão, 3 pontes himalaias;
  • Equipamento via ferrata: Arnês, capacete, dissipador, luvas de ferrata, botas caminhada;
  • Localização da via ferrata: Pombeira, Lamelas, Castro Daire;
  • Atividades Pombeira Adventure Park: Tem várias estruturas para a prática de atividades aventura, nomeadamente canyoning e via ferrata;
  • Encerrada ao público: Em 2023-12-28, a Via Ferrata da Pombeira estava encerrada ao público. Segundo informações obtidas junto do Gabinete de Turismo do Município de Castro Daire, este encerramento é temporário;

Cuidados, normas de conduta e conselhos

Cuidados especiais e normas de conduta1 

  • Seguir somente pelos trilhos sinalizados;
  • Cuidado com o gado. Embora manso não gosta da aproximação de estranhos às suas crias;
  • Evitar barulhos e atitudes que perturbam a paz do local;
  • Observar a fauna à distância preferencialmente com binóculos;
  • Não danificar a flora;
  • Não abandonar o lixo, levando-o a um local onde haja serviço de recolha;
  • Fechar as cancelas e portelos;
  • Respeitar a propriedade privada;
  • Não fazer lume;
  • Não colher amostras de plantas ou rochas;
  • Ser afável com os habitantes locais, esclarecendo quanto à atividade em curso e às marcas do percurso.

Conselhos para uma boa caminhada1

  • Calçado cómodo e já habituado ao pé, preferencialmente botas de marcha;
  • Meias macias e sem costuras;
  • Use roupa leve e adequada ao estado do tempo (chapéu ou boné, impermeável, ou roupa de abafo);
  • Não vá só, leve a família e os amigos e é claro a máquina fotográfica!

Fazer, comer, dormir e alertar em Castro Daire

Locais turísticos de Castro Daire1

  • Museu Municipal de Castro Daire;
  • Centro histórico de Castro Daire;
  • Fonte dos Peixes (Castro Daire);
  • Calvário (Castro Daire);
  • Praia Fluvial de Folgosa;
  • Pombeira (Lamelas)

Gastronomia de Castro Daire1

  • Cabrito assado no forno;
  • Cabrito assado na brasa;
  • Vitela arouquesa;
  • Truta de escabeche do Paiva e Paivó;
  • Enchidos/presunto;
  • Broa de milho;
  • Pão de ló Bolo Podre;
  • Roscas de Castro Daire;
  • Trutas doces;

Artesanato de Castro Daire1

  • Cestaria de Verga - Vila Pouca;

Património edificado em destaque de Castro1

  • Igreja N. Sr.° dos Remédios (Lamelas);
  • Capela de S. Sebastião (Codeçais);
  • Igreja de S. Pedro (Castro Daire);
  • Capela das Carrancas (Castro Daire);
  • Capela de S. Sebastião (Castro Daire);
  • Capela da N. Sr.ª da Soledade;
  • Calvário (Castro Daire);

Festas e Romarias de Castro Daire1

  • Feira tradicional de Luta de Bois — Codeçais (último domingo de abril);
  • Festa do Corpo de Deus — Castro Daire (domingo a seguir ao Corpo de Deus);
  • S. Pedro - Castro Daire (28 e 29 junho);
  • Mostra Castro Daire (agosto);
  • N. Sra. da Soledade — Castro Daire (15 de agosto);
  • Sr.ª da Livração — Codeçais (4º domingo de agosto):
  • N. Sra. dos Remédios — Lamelas (junto ao 8 de setembro);
  • Festa das Colheitas — Castro Daire ( 3º fim de semana de semana de setembro);

Onde ficar em Castro Daire

Hotel Montemuro - Termas do Carvalhal, Telefone: 232 381 154

Casa Campo das Bizarras (TER) - Fareja, Castro Daire, Telefone: 232 386 107

Casa Carolina (TER) - Vila Seca, Pinheiro, Telefone: 232 315 105

Quinta da Rabaçosa (TER) - Mões, Telefone: 937 593 365

Aldeia do Codeçal (TER) - Codeçal, Gosende, Telefone: 917 632 723

Casa do Arco (TER) - Mezio, Telefone: 919 901 947

Casa do Vila (AL) - Reriz, Telefone: 219 896 630

Casa do Souto (AL) - Alva, Telefone: 962 451 061 | 913 595 761 | 917 525 927

Quinta da Vinha, Souto do Paço (AL) - Reriz, Telefone: 962 451 061 | 913 595 761

Cantinhos d' Aldeia (AL) - Adenodeiro, Moledo, Telefone: 961 932 639

Lista com todos os alojamentos de Castro Daire:  https://www.visitcastrodaire.pt/onde-dormir/

Onde comer em Castro Daire

Lista com os restaurantes de Castro Daire: https://www.visitcastrodaire.pt/onde-comer/

Contactos úteis de emergência

Falta linkar telefones

Avaliação do PR8 - Trilho da Pombeira

O PR8 - Trilho da Pombeira, é um percurso pedestre fácil de percorrer, com exceção de alguns locais, onde a chuva e lama, nas encostas criam autênticos rios e lamaçais, que têm de ser percorridos com cuidado para não provocar quedas ou molhar o calçado, que se não for impermeável depressa se fica com os pés molhados.

Esta zona da Pombeira, tem muitos motivos de interesse, estando alguns mal assinalados, como a derivação para a Cascata e Moinhos da Pombeira e Baloiço do Cavaleiro. Entre as aldeias de Lamelas e Vilar, há caminhos monótonos com vegetação rasteira sem grande interesse.

A criação do Pombeira Adventure Park veio aumentar o seu interesse turístico, que depois de todas as obras concluídas irá com certeza ser um polo turístico muito rico e interessante nesta região.

O vale da Pombeira, com a sua sucessão de quedas de água, é o ex-libris deste percurso, beleza do Rio Vidoeiro e aldeias rurais que atravessa. Nós gostamos de contar as nossas aventuras com as histórias que correm bem e mal. O trilho como estava bem assinalado gerou um grau de confiança que nos levou a não consultar o mapa e cometermos um erro.

Por esta razão, depois de passarmos a Barragem de Codeçais da Ermida, continuamos em frente e nunca vimos qualquer derivação, com placas informativas, para a Cascata e Moinhos da Pombeira. Pode no entanto ter sido falha nossa e desatenção, que tinha sido facilmente colmatada com a consulta do mapa pelo caminho.

No final já não tínhamos tempo para regressar e encontrar estes pontos de interesse. No entanto, quando formos para aquela zona novamente havemos de dar com o local. Apesar de tudo como levamos os binóculos, vimos todo o vale e cascatas com mais pormenor o que colmatou a nossa falha. O excesso de confiança é sempre um mau conselheiro.

Quem for fazer este trilho, no sentido indicado, depois de passar a barragem, esteja atento que deve existir um caminho à direita, em direção ao Rio Vidoeiro, para este local.

Galeria de fotos do PR8 - Trilho da Pombeira

Créditos e Fontes pesquisadas 

Texto: Ondas da Serra, com exceção do que está em itálico e devidamente referenciado.

Fotos: Ondas da Serra, com exceção das que estão referenciadas

1 - cm-castrodaire.pt/images/stories/downloads/trilhodapombeira.pdf
2 - wikipedia.org/wiki/Lamelas_(Castro_Daire)
3 - cm-castrodaire.pt
4 - cpisantiago.org/marco/cascata-da-pombeira/
5 - facebook.com/santuariosmarianos
6 - viaferrata.pt/
7 - viaferrata.pt/via-ferrata-castro-daire/
8 - turismodocentro.pt/2021/11/no-penedo-do-cavaleiro-nasceu-um-baloico-unico-em-portugal/
9 - Painel informativo colocado junto à Igreja Paroquial de Lamelas, pela Câmara Municipal de Castro Daire
10 - Panfleto obtido na Internet e painel informativo colocado junto à Igreja Paroquial de Lamelas, pela Câmara Municipal de Castro Daire 
11 - visitcastrodaire.pt/rota-da-agua-e-da-pedra/
12 - Informação colocada num quadro envidraçado na Igreja da Nª Srª dos Remédios de Lamelas
13 - Apresentação pública do Pombeira Adventure Park, pelo Município de Castro Daire, no facebook, em 27 de fevereiro 2021, facebook.com/MunicipioCDR
14 - colecoesfundacaoedp.edp.pt
15 - wikipedia.org/wiki/Poldra
16 - wikipedia.org/wiki/Direção-Geral_dos_Edifícios_e_Monumentos_Nacionais

Pesquisas bibliográficas

11 - Projeto "Viver o Rio Paiva - Concelho de Castro Daire", (Conhecer, Preservar e Usufruir), (setembro de 2020), professores responsáveis: Paula Rolo e Vítor Coelho, Agrupamento de Escolas de Castro Daire

Lida 875 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é uma marca registada e um Órgão de Comunicação Social periódico inscrito na ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social, com um jornal online. O nosso projeto visa através da publicação das nossas reportagens exclusivas e originais promover a divulgação e defesa do património natural, arquitetónico, pessoas, animais e tradições do distrito de Aveiro e de outras regiões de Portugal. Recorreremos à justiça para defendermos os nossos direitos de autor se detetarmos a utilização do nosso material, texto e fotos sem consentimento e de forma ilegal.