Melhores trilhos e percursos pedestres no distrito de Viseu PR 8 - Trilho da Pombeira - Castro Daire, rebalhos de ovelhas e cão de guarda, na aldeia de Vilar Ondas da Serra

Melhores trilhos e percursos pedestres no distrito de Viseu Destaque

Classifique este item
(5 votos)

Neste artigo exibimos uma seleção dos melhores percursos pedestres e trilhos do distrito de Viseu que o Ondas da Serra já percorreu. Esta região de Dão-Lafões é muito rica a nível natural, histórico e arquitetónico, criando caminhos milenares que merecem ser encontrados e percorridos. Por estas serras nascem ribeiras e rios, que moldaram a paisagem, com profundos vales, cascatas, poços e praias fluviais. Os vários concelhos criaram percursos de eleição para potenciar o seu turismo e economia. Viseu já foi servido por duas vias férreas, que foram encerradas vilmente nos finais do século passado, as vias do Vouga e Dão. Este erro histórico foi parcialmente colmatado com a sua conversão em esplêndidas ecopistas, das mais extensas e bonitas de Portugal. Vamos também enumerar as vantagens de fazer caminhadas para a saúde e estar em contacto direto com a natureza.

Pode ler esta reportagem na totalidade ou clicar no título abaixo inserido para um assunto específico:

  1. Distrito de Viseu
  2. Percursos pedestres e trilhos em destaque do distrito de Viseu
  3. Benefícios das caminhadas para a saúde

Distrito de Viseu

Caracterização do Distrito de Viseu

"Viseu é uma cidade portuguesa, capital do distrito, na sub-região de Viseu Dão-Lafões, pertencendo à região do Centro. O município é limitado a norte pelo município de Castro Daire, a nordeste por Vila Nova de Paiva, a leste por Sátão e Penalva do Castelo, a sudeste por Mangualde e Nelas, a sul por Carregal do Sal, a sudoeste por Tondela, a oeste por Vouzela e a noroeste por São Pedro do Sul."1

"O distrito de Viseu fica situado no centro-norte de Portugal. Na anterior classificação de Províncias pertencia a Beira Alta. Limita a norte com o distrito de Vila Real, a leste com o distrito de Guarda, a sul com o distrito de Coimbra e a oeste com os distritos de Aveiro e Porto. Sendo o 9º maior distrito português, ocupa uma área de 5000 km2."2

Concelhos do distrito de Viseu

Armamar, Carregal do Sal, Castro Daire, Cinfães, Lamego, Mangualde, Moimenta da Beira, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Penedono, Resende, Santa Comba Dão, São João da Pesqueira, São Pedro do Sul, Sátão, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela.

Percursos pedestres e trilhos em destaque do distrito de Viseu

  
 

Aldeia de Bondança - Manhouse

PR1 – Rota de Manhouce pelo Maciço da Gralheira e aldeias rurais

O PR1 - Rota de Manhouce, começa nesta freguesia do concelho de São Pedro do Sul, distrito de Viseu. Este percurso pedestre é caracterizado por circular pelo Maciço da Gralheira, com grande beleza paisagística, riqueza natural e arquitetónica. Neste percurso destacamos as bonitas e rurais aldeias de montanha, com muito casario em xisto, Manhouce, Gestosinho, Bondança, Salgueiro, Malfeitoso e Lageal. Outros motivos de interesse valorizam esta aventura, a ribeira de Manhouce, calçada e ponte romana e Poço da Silha no rio Teixeira. Por entre a bruma matinal poderá deparar-se com gado a ruminar da raça arouquesa. Conforme a época do ano, poderá encontrar os seus habitantes nos seus afazeres agrícolas. As cantigas e cantos de Manhouce deram fama a esta recôndita terra do interior, que as eternizou na pedraria das suas construções.

 

 

Serra da Arada - São Pedro do Sul, aldeia de Póvoa das Leiras

PR2 – Rota das Bétulas: O que visitar na Serra da Arada

Saltando sobre picos montanhosos, cruzamos a imensidão da Serra da Arada, no concelho de São Pedro do Sul, que irrompeu pelo Maciço da Gralheira, no reino das Montanhas Mágicas e aventureiros descobrem a Rota da Água e da Pedra. Nesta serra trilhamos o Percurso Pedestre - PR2 Rota das Bétulas, que começa junto do Retiro da Fraguinha, que encerra religiosamente um pedaço de turfeira, antigo tesouro do tempo das glaciações. Do alto do espetacular Miradouro da Ribeira Escura, vislumbramos as aldeias de Candal e Póvoas das Leiras, que se fazem acompanhar pela Ribeira de Paivó e uma levada que parte da Lagoa da Fraguinha. Vamos então viajar e conhecer estes recantos, onde tão desrespeitado tempo viajou para paragens mais afortunadas e bafejadas pela agitação, desassossego e humano desatino. 

 

 

Cascata da Pombeira - Castro Daire

PR8 - Trilho da Pombeira revela quedas de água na Serra Montemuro

O PR8 - Trilho da Pombeira, é um percurso pedestre de Castro Daire, que tem início junto ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios de Lamelas. O seu trajeto passa por aldeias rurais, onde vagueiam cabras e pastam vacas, calcorreando Lamelas, Vilar, Codeçais e Pombeira. O mesmo destaca-se pela sucessão vertiginosa de quedas de água do Rio Vidoeiro, que nasce na Serra de Montemuro, e que escavou este vale ao longo de milhares de anos. Esta é uma aventura que exige passar rios por poldras, apreciar cascatas, cavalgar no baloiço do Cavaleiro e acabar enamorado no Coração da Pombeira. Aqui está a nascer o Pombeira Adventure Park, que irá ser um marco turístico em destaque nesta região.

 

 

Serra de São Macário - São Pedro do Sul

PR 4 - Rota da Cabra e do Lobo desvenda mitos da Serra de São Macário

Fomos conhecer a Serra de São Macário, onde meditou o ermita, penitenciando-se pelos pecados e vida boémia que viveu, enclausurado em serrados e impenetráveis penedos, longe da vista humana. No fundo do vale o povo erigiu com xisto a Aldeia da Pena, com vista para a Livraria da Pena, onde se pode ler na curiosa geologia e restos fossilizados da passagem de trilobites a história do ordovício há 480 milhões de anos. O Percurso Pedestre, PR4 Rota da Cabra e do Lobo de São Pedro do Sul começa nesta Aldeia de Portugal, caminha por paisagens que a elevação humana não abarca, passando pelas igualmente formosas aldeias de Covas do Monte e Covas do Rio. É esta odisseia pelo passado que lhes vamos contar neste artigo, onde vimos cabras e até um lobo fugidio.

 

 

Ecopista do Vouga, antiga estação de Paradela - Sever do Vouga

Ecopista do Vouga atreva-se na melhor ciclovia entre Aveiro e Viseu

A Ecopista do Vouga, em Aveiro, foi construída utilizando o antigo traçado, do ramal ferroviário desativado, da linha para Viseu, a partir da última estação ativa de Sernada do Vouga, ela própria um museu ferroviário. Atualmente vão sendo abertos ao público novos troços, neste artigo vamos explorar os percursos de Águeda e Sever do Vouga. Esta ecopista é a melhor do distrito de Aveiro, por acompanhar durante a maior parte do seu trajeto o Rio Vouga, passando por muitos túneis, a deslumbrante ponte de S. Tiago, antiga estação de Paradela, rasgando as serras e arremetendo por terrenos e aldeias rurais, sem vapor, mas com calor humano, onde o tempo esqueceu de contar.

 

 

Ecopista de São Pedro do Sul, integrada na Ecopista do Vouga, Ponte de Negrelos

Ecopista do Vouga-Novas etapas de S. Pedro do Sul e Vouzela

O Ondas da Serra regressou de bicicleta à Ecopista do Vouga, para conhecer a Ecopista de São Pedro do Sul e a mais recente Ecopista de Vouzela, que também aproveitaram o antigo percurso ferroviário. O caminho que escolhemos começou na Serra da Freita e terminou na estação ferroviária de Macinhata do Vouga. Neste artigo vamos contar-lhes a nossa aventura através dum percurso espetacular que também pode fazer pelos melhores trilhos de Viseu e Aveiro.

 

 

Ecopista do Dão, antigo apeadeiro de Travassos de Orgens

Ecopista do Dão: Santa Comba Dão - Viseu | Tudo que precisa saber para o percurso

A Ecopista do Dão é uma das mais icónicas de Portugal pela sua grandeza em beleza e extensão. O seu trajeto passa por três cidades do interior, Santa Comba Dão, Tondela e Viseu e outras lindas terras rurais. Aqui há pontes de meter medo, algumas até projetadas por homens ao serviço de Gustave Eiffel. Neste artigo tentamos fazer um exaustivo levantamento dos seus dados técnicos, históricos e regionais, com destaques para o património natural e arquitetónico. Desta forma esperamos ajudar os nossos leitores, amantes das bicicletas e caminhadas, a planear a viagem e saberem de antemão o que podem ver e escolher o que vão explorar com mais detalhe.

 

Benefícios das caminhadas para a saúde

Benefícios das caminhadas

"A caminhada é uma atividade física aeróbica que possui muitos benefícios para a saúde, como diminuir o inchaço, prevenir doenças cardiovasculares, diminuir os sintomas de estresse e ansiedade e promover o emagrecimento.

A caminhada pode ser feita por qualquer pessoa, independente da idade, e praticada na esteira ou ao ar livre, sendo importante que para obter os benefícios, seja realizada regularmente e em associação com uma dieta saudável.

O ideal é consultar um cardiologista antes de iniciar as caminhadas para avaliar o estado de saúde geral e as condições do coração, especialmente no caso de idosos, pessoas acima do peso ou gestantes."3 

Caminhadas para emagrecer

"A caminhada é um exercício aeróbico que, quando realizado diariamente, pode ajudar a emagrecer. Uma caminhada rápida pode queimar entre 300 e 400 calorias em 1 hora, por exemplo, sendo importante que a caminhada seja praticada de forma regular para que os resultados se mantenham.

Além disso, quando a caminhada regular é associada a uma dieta com baixas calorias, o emagrecimento promovido pela caminhada pode ser potencializado. Veja como fazer uma dieta de acordo com o peso objetivo.

A caminhada ainda oferece outros benefícios para a saúde, como redução dos níveis de colesterol e prevenção da diabetes, sendo indicada para pessoas de todas as idades e condicionamento físico, desde que seja feita respeitando os limites do corpo."4

Caminhe no distrito de Aveiro e pedale de bicicleta pelo norte de Portugal

O distrito de Aveiro tem dezenas de caminhadas e percursos pedestres muito bonitos, na serra, junto do mar, ria e rios, que pode aproveitar para os conhecer. No norte de Portugal há muitas ciclovias, ecovias e ecopistas que se pode percorrer, a caminhar ou de bicicleta, muitas delas por antigas linhas ferroviárias, agora convertidas em pista para as pessoas passearem.  

Créditos e Fontes pesquisadas 

Texto: Ondas da Serra, com exceção do que está em itálico e devidamente referenciado.

Fotos: Ondas da Serra, com exceção das que estão referenciadas

1 - pt.wikipedia.org/wiki/Viseu
2 - visitarportugal.pt/viseu
3 - tuasaude.com/caminhada/
4 - tuasaude.com/caminhada-emagrece/

Lida 671 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é uma marca registada e um Órgão de Comunicação Social periódico inscrito na ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social, com um jornal online. O nosso projeto visa através da publicação das nossas reportagens exclusivas e originais promover a divulgação e defesa do património natural, arquitetónico, pessoas, animais e tradições do distrito de Aveiro e de outras regiões de Portugal. Recorreremos à justiça para defendermos os nossos direitos de autor se detetarmos a utilização do nosso material, texto e fotos sem consentimento e de forma ilegal.