Estação dos caminhos de ferro de Avanca Grupo de Leiteiras de Avanca - Estação da CP de Avanca

Estação dos caminhos de ferro de Avanca Destaque

Classifique este item
(1 Vote)

Avanca é uma freguesia do concelho de Estarreja e distrito de Aveiro. É limitada pelos concelhos de Murtosa, Ovar e Oliveira de Azeméis. Fica localizada a cerca de 6 km do centro de Estarreja, tendo como principais acessos a Estrada Nacional 109, A29 e linha do Norte dos Caminhos de Ferro. A sua ligação com a ria de Aveiro faz-se através da Ribeira do Mourão. Aqui neste artigo vamos falar um pouco da sua estação de comboios, devido à sua beleza e ligações à cultura popular.

Ribeira de Mourão - AvancaCaminho de Ferro

Esta freguesia é servida pela Linha do Norte, cujo troço Porto-Aveiro foi inaugurado e aberto ao público em 7 de Julho de 1865. Em 1887, graças à acção do notário João Pacheco Godinho de Castro Côrte-Real (da Casa do Freixeiro e aparentado com o Conselheiro José Luciano de Castro), foi inaugurado um apeadeiro, no lugar de Paredes e junto à estrada que vai a Pardilhó. Este notável melhoramento, não só veio beneficiar esta freguesia, como também a sua vizinha de Pardilhó.

Em 1929 o antigo apeadeiro foi elevado a estação de 3ª classe, sendo construído um magnifico edifício, decorado com painéis de azulejos relativos a paisagens, motivos, tipos e figuras de Avanca e Pardilhó. Entre estes, encontra-se, na fachada ocidental do edifício, um retrato de João Pacheco de Castro Côrte-Real, como prova de gratidão do povo da freguesia.

A estação, que é dotada dum armazém e de um longo cais de embarque, tem grande movimento de passageiros e, sobretudo, na sua maioria parte de artigos da industrial local (lacticínios e moveis de ferro)”.  CARDOSO, Carlos . Subsídios para uma Monografia Histórica e Descritiva da Freguesia de Avanca. 1961. 150 f. Dissertação (Dissertação de exame de licenciatura em Ciências Histórico-Filosóficas)- Faculdade de Letras, Universidade Coimbra, Coimbra, 1961.

No trabalho académico acima mencionado é referido que os painéis de azulejos da estação retratam figuras de Avanca, uma das mais conhecidas é o poeta popular José Marques “Sardinha”, “Os últimos grandes cantadores populares de Portugal, descendentes dos bardos e menestréis medievais, desapareceram na década de 40 do século passado, entre muitos deles o António Aleixo de Loulé e o Marques Sardinha de Avanca. Deixaram poucos discípulos, alguns emigraram e levaram a arte do verso popular para os países de acolhimento. Uns regressaram, outros não.” FREIRE, António de Abreu; AMÂNCIO, Geraldo . Festcordel: A festa do verso encantado . 1. ed. [S.l.: s.n.], 2018. 49 p.

Temos que chamar atenção para a preservação deste património e referir que muitos destes azulejos já estão danificados. Este local também necessita de limpeza e remoção das ervas em redor. Sabemos que pode ser difícil mas os responsáveis pela estação devem criar condições para não se degradarem mais.

Uma sugestão de passeio é viajar de comboio, onde pode trazer a bicicleta, sair e visitar esta estação, a Casa Museu Egas Moniz, o percurso do Rio Gonde que começa precisamente no interior do museu atrás referido. Este trilho termina na Ribeira do Mourão, local muito bonito e onde pode retemperar as forças no parque de merendas ali existe, apreciando a paisagem bucólica da Ria de Aveiro.

 

 

Lida 1482 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

ADUM - Associação Dona Urraca Moreira | Defesa e valorização do património Oliveirense

O Ondas da Serra foi conhecer a ADUM - Associação Dona Urraca Moreira, localizada em Madail – Oliveira de Azeméis, que se dedica à defesa e conservação da natureza e património histórico do concelho. Neste artigo vamos conhecer o seu presidente, a sede da associação e sua história, que atividades têm desenvolvido e quais são os maiores problemas que têm enfrentado nestas áreas.  

Vieira do Minho terra de contrastes

Vieira do Minho no sopé da Serra da Cabreira, vizinha do Parque Nacional da Peneda-Gerês, perto da azafama da área metropolitana do Porto, é um bom refugio para passar uns dias tranquilos, junto da natureza e vida selvagem.

Couto de Esteves | Trilho da Pedra Moura

O Ondas da Serra regressou a Couto de Esteves - Sever do Vouga, para se aventurar no Trilho da Pedra Moura que deve o seu nome a um antigo monumento funerário megalítico.